Poesia do poeta pobre de amor para dar

quinta-feira, outubro 01, 2015Roberth Moura


Sentou-se para escrever.
Nada lhe veio à mente. 
Sentiu-se um inútil.
Uma dor que deveras sente.

Como pode um poeta, 
Sem inspiração, sem meta,
Amargar tão amargamente?


Robèr da silva

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Formulário de contato