Humor Peça de teatro

O testemunho do ex-gay (Final)

quarta-feira, junho 18, 2014Roberth Moura


Como testar seu amigo pra saber se ele é gay

[Clique aqui para ler a história desde o início – O testemunho do ex-gay (parte 1)]
 (...)

Marta Laura olha para Ivanir, esperando que ele fique de pé. Ivanir olha para Marta Laura como se nada soubesse. Marta Laura faz sinal para ele com os braços “e aí?”.
Ivanir: O quê foi?
Marta Laura faz o sinal com a mão para ele levantar.
Ivanir: Ah tá.
Marta Laura: Nível 1 de viadagem: Britney Spears
(MÚSICA 9 - Toxic)
Ivanir nem se mexe.
Marta Laura: Impressionante! Palmas para Ivanir. Agora vamos para o nível 2. Se prepare Ivanir para entrar no som de Madona!

(MÚSICA 10 – Hung up)

Ivanir enrijece todo o corpo e olha para um ponto fixo. Fica toda a música assim.
Marta Laura: Parabéns Ivanir! Você está indo muito bem. Agora vamos para o último nível do teste musical de viadagem. Nível 3 com Beyoncé!

(MÚSICA 11 – Single Ladies)


Ele trava todo e se prepara para ouvir a música. Ivanir começa a ouvir e quer mostrar que está indiferente. Mas à medida que a música vai ficando mais agitada, ele começa a mexer a mão, tenta conter sua cintura, trava seus movimentos, mas é mais forte do que ele. Ele cai no chão e dá um grito.
Ivanir: Aaaaaiiiiii que tortura!!!!
A música para de repente. Ivanir relaxa.
Ivanir: Ahhhhhh....... que alívio.
Ele se levanta do chão, se recompõe e de repente a música volta com força total. Como ele não estava preparado, ele começa a dançar, loucamente.
Marta Laura: (bem alto, para a plateia) Este é o nível 4 “surprise for you” (gargalhada maléfica de vilã).
Um minuto de dança. Depois música acaba e Ivanir, cansado, vai para o seu lugar. Silêncio entre Marta Laura e Ivanir.
Ivanir: O quê que foi que cê ta me olhando? Satanás passou dos limites.
Marta Laura: (com ironia) Satanás. Tinhoso o danado, não é? (animada, para o público) Deixamos o melhor para o final. Que entrem a tentação final. O teste que dirá se Ivanir de fato deixou de ser gay ou não.
(MÚSICA 12 – Vinheta You Can Leave Your Hat On)
Entram pelo lado direito, homens musculosos dançando sensualmente. Param do lado esquerdo do palco.
Marta Laura: Ivanir, o desafio é você ficar de pé, no meio dos nossos modelos e não atacá-los enquanto eles te seduzem. Você aceita nosso desafio?
Ivanir: (sorrisinho malicioso) Olha... eu não posso garantir muito não. Pra te dizer a verdade, eu não arriscaria por que como eu já te disse o milagre é bem recente.
Marta Laura: (tentando Ivanir a aceitar) Então você quer que eu mande estes homens embora Ivanir? Você não vai nem ao menos ver até onde vai a sua resistência? Sua bravura? Sua virilidade que sai pelos poros?
Ivanir: Ai, Martinha... A carne é fraca!
Marta Laura: (com a mão no ouvido – no ponto eletrônico) O meu diretor está me falando aqui           que se você aceitar o desafio o programa vai doar 5 mil reais para o Grupo das Bichas Anônimas da cidade. E aí, topa ou não topa?
Ivanir: Bem, Marta... Então ta! Eu aceito o desafio! Mas é só pensando na Associação das Bichas. Que isso fique bem claro.
Ivanir levanta-se e fica no meio do palco, enquanto os modelos ficam dançando sensualmente ao redor dele ao som de MÚSICA 13 – Vinheta You Can Leave Your Hat On. Ivanir faz de tudo, desvia o olhar, tenta esconder a ereção, mas não consegue. Cai no chão para escondê-la e fica lá até o teste acabar. A música acaba e os modelos saem.
Marta Laura: Parabéns, você conseguiu!!!
Ivanir comemora gritando e pulando como o Bambi.
Marta Laura ouve alguma coisa no ponto eletrônico
Marta Laura:  “O quê?”. Espera um pouco Ivanir. A produção está dizendo que você não conseguiu. O seu corpo te condenou. Você não resistiu à tentação e sucumbiu aos seus pensamentos maliciosos. Você atacou os modelos em pensamento.
Ivanir: Pior que eu ataquei mesmo. Queria o quê também, né? Tô na seca há três meses. Tô quase ficando virgem de novo.
Marta Laura: Pois então Ivanir. Você não passou nos nossos testes e a conclusão que nossos profissionais chegaram é que você ainda é uma bichona.
Ivanir: Isso é um roubo. É um completo absurdo. É claro que eu não sou mais gay. (enumerando) Eu não assisto Glee. Nem vejo mais High School Music. Não tenho sonhos com o Zac Afrom nu na minha piscina piscando pra mim. Não tenho um Iphone branco. Parei de imitar a Paola Bracho em frente o espelho (MÚSICA 14 – toque da Paola Bracho – Ivanir levanta a cabeça e dá uma gargalhada como a Paola Bracho. Em seguida percebe a sua contradição e continua a enumerar) . Quando eu jogo na mega-sena eu jamais marco o número 69. Jamais!!! Eu amooooooo futebol. E nem pro Cruzeiro eu torço!! (com a voz chorosa) Como é que vocês comentem uma injustiça dessas comigo?
Ivanir abaixa a cabeça e começa a chorar. Marta Laura fica desconsertada.
Marta Laura: Não chora, vai...
Ivanir chora mais desesperadamente. Marta Laura levanta, vai até ele para tentar consolá-lo. Ivanir levanta a cabeça de repente e não tem sequer uma lágrima no rosto.
Ivanir: Ahá! Peguei você!!! Você é mesmo a Marta Laura Desbundada! Sua cobra venenosa!
Marta Laura assusta-se, corre e senta em seu lugar, pega suas fichas, nervosa, passando uma por uma.
Marta Laura: Bem gente, que pena, nosso programa chegou ao fim. E agora... (procurando a ficha)... Agora que nosso entrevistado já deu... deu a... (encontrando a ficha) Agora que nosso entrevistado já deu a entrevista, vamos fechar nosso programa com uma música cantada por ninguém menos que ele mesmo! Antes de ele deixar de ser gay ele cantava nos barzinhos e alegrava o coração de muitas pessoas. (só para a plateia) Ou não. Pra fechar nosso programa com chave de ouro, com vocês, I-VA-NIR, cantando uma música que tem tudo a ver com sua história de vida. Mais apropriada, impossível: “Além do arco-íris”. Tchau Brasil e até a próxima!


MÚSICA 14 – Playback Além do Arco-Íris.

Luzes do programa se apagam e luzes de show (de várias cores) se acendem. Se possível, fazer o desenho de um arco-íris na parede de trás. Marta Laura pode ficar em cena, curtindo Ivanir cantar. Enquanto a introdução toca, alguém da produção coloca um pedestal ao meio do palco com um microfone, onde Ivanir vai cantar, todo afetado.

 

Além do Arco-íris

(Luiza Possi)

 

Além do arco-íris
Pode ser
Que alguém
Veja em meus olhos
O que eu não posso ver


Além do arco-íris
Só eu sei
Que o amor
Poderá me dar tudo que eu sonhei
Um dia a estrela vai brilhar
E o sonho vai virar realidade
E leve o tempo que levar
Eu sei que eu encontrarei a felicidade
Além do arco-íris
Um lugar
Que eu guardo em segredo
Que só eu sei chegar
Um dia a estrela vai brilhar
E o sonho vai virar realidade
E leve o tempo que levar
Eu sei que eu encontrarei a felicidade
A luz do arco-íris
Me fez ver
Que o amor
Dos meus sonhos
Tinha que ser você...

A cortina se fecha.


FIM.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Bom, não entendi o por que dele querer deixar de ser gay, a final homossexualidade é um coisa normal e perfeitamente aceitável. Além disso, nem todo o homossexual é "bicha", isso é um esteriótipo de (desculpe-me dizer) merda. Nem todo o homossexual é afetado, nem toda a lésbica é masculina e nem todo o ateu é filho da puta, entenda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu compreendo. Mas isto é uma peça de teatro de comédia e lá nós trabalhamos muito em cima de estereótipos. Eu sei que nem toda loira é burra, nem todo gay é afetado, nem todo crente é homofóbico, nem todo político é ladrão. No mundo das artes nem sempre precisa haver motivo para as coisas acontecerem (Porque Romeu amava Julieta?, Porque Otelo era tão ciumento?, Porquê Capitu traiu Bentinho?, etc). Apesar disto, o motivo para Ivanir querer deixar de ser gay está esplícito na parte 1 da peça teatral, que se encontra no link abaixo:

      http://www.peripeciaspsicologicas.com.br/2014/05/o-testemunho-do-ex-gay.html

      Ele queria agradar ao pai. Em minha concepção, a homossexualidade pode ser uma coisa normal, mas na concepção do pai de Ivanir não era. E eu acredito que o drama familiar é uma boa motivação para escrever uma peça de teatro, porém com um olhar sarcástico e bastante humor.

      Excluir

Flickr Images

Formulário de contato