Especiais

A razão do porquê

sexta-feira, novembro 16, 2012Roberth Moura




Por que namorar, casar, ter filhos e uma casa na praia?
Por que estudar para ser médico, advogado, dentista ou presidente da república?
Por que ser católico, evangélico, budista, espírita, ateísta ou mórmon?
Por que ser complexo quando se é simples?
Por que ser simples, quando de simples não se tem nada?
Por que tenho que reclamar do calor, do frio, do mormaço da chuva?
Por que tenho que ser feliz na balada, tomando cervejada, beijando a mulherada?
Não posso ser feliz em casa?
Deitado, calado, sozinho, pensando?
Feliz?
Eu sou o estereótipo da perfeição.
Eu sou a felicidade.
Eu sou a MINHA felicidade.

Por que rotular ?
Porque rotular é para os fracos – muitos diriam a classe-média alienada que ama ler a revista Veja.
Mas por que menosprezar a classe-média alienada que lê a revista Veja?
Ela também é gente.
Ela também ama.
Ela também é feliz.
Ou pelo menos acha que é.

Será que é?

E eu com isso?

Por que querer saber o porquê?


You Might Also Like

1 comentários

Flickr Images

Formulário de contato