Humor

Coisas que me tiram do sério

quarta-feira, fevereiro 08, 2012Roberth Moura


Eu sou uma pessoa muito da paz, muito tranqüila, mas existem certas coisas na vida que, não sei por que, me tiram da comunhão. E dentre as coisas mais corriqueiras que eu estou lembrando agora para escrever, abaixo estão algumas delas:

Estar com o controle remoto na mão em um instante e quando procura por ele, ele não está mais lá (parece até mágica!). Então você levanta do sofá, balança a coberta (detalhe: é o dia mais frio do ano), tira todas as almofadas, enrola o tapete, levanta o sofá e nada. De repente (do nada) vê o controle ali, olhando pra você com aquele olhar desafiador, bem na mesinha do centro e você sem saber como é que ele foi parar lá. E não tente descobrir, por que é mistério.


Queimar a língua com um chá ou um café a 120ºC (por causa da gula ou da pressa capitalista) e não sentir mais sua língua e ainda perder sua sensibilidade gustativa pelo resto do dia. Depois que a língua já está queimada, aí você se lembra de dar soprinhos gays no café que de nada vão aliviar sua língua queimada. Mas pelo menos agora você aprendeu que o apressado come quente (meu pai que falou).



Estar com dor de barriga, daquelas que se bobear vai parar no hospital, e quando você pensa um pouco onde se aliviar, percebe que o banheiro mais próximo está a 500 metros de distância. Quando finalmente você encontra um banheiro e acha que vai exorcizar toda a matéria fétida e podre que há dentro de você, não sai uma única gota e não adianta fazer força. É capaz que se abrir seu intestino naquele momento ele estará totalmente limpo. É nesses momentos que você percebe que o “material” só estava querendo zoar com a sua cara...

Emprestar carro ou moto para aquele amigão do peito e ele dizer que volta daqui a cinco minutos e só voltar de noite ou no outro dia. E ainda assim não liga pra avisar, não dá uma boa justificativa (por que geralmente eles não tem NADA que justifique tamanha atrocidade) e quando volta pra te entregar não agradece, pois na cabeça dele você não fez mais que sua obrigação, pois quando estavam na quarta série ele te defendeu de uma briga com um garoto do 5º ano. E o pior é quando ele amassa o carro ou arranha, e como ele entregou à noite você só percebe no outro dia de manhã e eletenta a todo custo isentar-se da culpa dizendo: “Você está louco, ‘migão’? Em primeiro lugar, eu jamais pegaria seu carro emprestado não fosse caso de vida ou morte (mentiroso...). Segundo, quando eu te entreguei em perfeito estado. E terceiro quando eu peguei já estava amassado!”. É rir pra não chorar.


            Bom, por enquanto é só. Se eu escrever mais coisas fica monótono e o leitor fugirá e nunca mais voltará aqui. Então, se a postagem render boa audiência, bons comentários e boa receptação pelo público, talvez eu escreva mais coisas que me tiram do sério! Até a próxima postagem!

Toma na cara, amador!



Links Interessantes:

You Might Also Like

1 comentários

  1. NIL
    Chegar em casa derretendo de suar depois de ter andado 2 horas debaixo de sol quente num dia de verão. Abrir o freezer e ver aquele delicioso pote de sorvete. Tira do freezer, coloca na mesa, pega uma taça e uma colher, abre o pote e não tem sorvete, é feijão que sua mãe congelou...

    ResponderExcluir

Flickr Images

Formulário de contato