Religião

O amor de Deus

segunda-feira, janeiro 30, 2012Roberth Moura

Mais um debate promovido a partir de questões existenciais propostas no Yahoo! Respostas. A instigante pergunta é a seguinte:

Se mesmo errando e estando no inferno Deus me amará, então por que me preocupar?

Não sei se classifico esta pergunta como ingênua ou tola. Todavia discorramos sobre ela.
            Como já explanei na postagem Maktub – predestinação ou livre-arbítrio, o ser humano é, na sua visão, livre pra fazer o que quiser, pois não sabe o que vai acontecer no seu futuro. Já Deus sabe o que você irá escolher. Na verdade ele te conhece melhor do que você mesmo (Para ler mais sobre este estimulante assunto, clique no link acima). Partindo desse pressuposto podemos afirmar que você deve sim se preocupar e não é pouco não. Deus te ama e sempre te amará, mas o seu destino quem escolhe é você.

            Se, com suas pensamentos, palavras e atitudes você escolher levar uma vida leviana, promíscua e carregada de ódio ao seu próximo, só pensando em fazer o mal, certamente você estará pedindo para ir para o inferno. Vamos falar por parábolas, assim como Jesus costumava fazer:


Imagine como funciona (teoricamente) no nosso sistema judiciário: se você mata, rouba, estupra, etc., você está suscetível a ser preso a qualquer momento. Seu pai (simbolizando Deus) te amar da maneira mais profunda e grandiosa que um pai pode amar a um filho: ele fará de tudo pra que você não seja preso, pagará sua fiança e você se torna livre (isso é o que faz o sangue de Jesus). E quando livre você volta a cometer os mesmos atos. Seu pai faz de tudo para que você não vá para a cadeia (que simboliza o inferno), mas você se recusa a aceitar qualquer coisa que venha dele. Ele te ama, mas você ao menos reconhece que ele existe. Ele fez de tudo para te salvar, mas você não quis receber o que ele tinha pra dar. Agora que não tem mais volta, você revê seus conceitos e quer se libertar? Tarde demais. Mesmo na cadeia, seu pai continuará amando você, embora tentasse de todas as maneiras para que você não fosse para lá, mas você não quis dar créditos a ele. Esse caminho foi você quem escolheu e não seu pai. E mesmo seu pai te amando, você estará sofrendo na cadeia por toda eternidade, por que pegou prisão perpétua e jamais sairá de lá. Mas seu pai continua amando você.

Isso não é a “Grande Vingança de Deus”, como muitos dizem. É você quem escolhe pra onde quer ir. Se quiser ir pro céu, irá agir de acordo com as pessoas que vão para o céu. Se quiser ir para o inferno deve fazer o mesmo. A equação é simples e não tem segredo.
Por isso aproveite enquanto ainda há tempo. Aproveite o amor de Deus e das pessoas enquanto você ainda pode e viva-o intensamente. Não tenha medo de amar e deixe-se ser amado, por que só assim você vai sentir de verdade o grande propósito que Deus tem para sua vida.

Deus te ama!

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Formulário de contato