Cultura Opinião e Atualidades

Maria Rita: a minha composição do CD “Elo”

segunda-feira, janeiro 16, 2012Roberth Moura


       Eu sou altamente suspeito em escrever qualquer coisa que for sobre o trabalho de Maria Rita, por que sou um mega fã da mesma. Conheci a menina através da bossa nova: eu era (e sou) apaixonado por Tom Jobim, Chico e Elis. Aí, “acidentalmente”, conheci Maria Rita, a divina e poderosa Maria Rita. Nessa época ela já havia lançado seus dois primeiros cd’s – que modéstia à parte, representa o que de melhor a música braseira tem para oferecer. Depois disso lançou samba meu, que me fez adorar o samba e me sentir mais brasileiro do que nunca. E nesse meio tempo, tanto em seus shows como em participações em programas de televisão, Maria Rita muitas vezes cantava músicas de outros cantores e foi justamente isso que ela fez no CD elo: reuniu algumas dessas canções e colocou a sua marca nelas, lançando inclusive algumas cópias em vinil.


            Entretanto, ninguém agrada a todo mundo. A lista dela, na minha opinião, é muito boa (se Maria Rita pegar “meteoro da paixão” ou “baby” ou até mesmo “bad romance”, ela transforma num clássico, por que a voz da Maria Rira é “A voz”). Mas se fosse pra eu escolher, certamente as músicas não seriam necessariamente estas selecionadas. Minha seleção ficaria da seguinte forma:


01 – Coração a batucar
(Um samba muito envolvente que eu não conhecia. Foi a música que eu mais gostei neste CD)
02 – Três apitos
(De Noel Rosa. Simplesmente o clássico. Até o Tom canta a música. Seria realmente divinal se esta música fizesse parte deste cd)
03 – Que maravilha
(Toda vez que ouço imagino uma noiva correndo em direção a mim numa chuva de verão, correndo vindo me abraçar e beijar. Não é uma maravilha?)
04 – Conversa de botequim
(Outra do Noel. Tão boêmia e tão nostálgica... Daria um toque especial ao CD)
05 – Casal sem vergonha
Maria Rita - Elo
(Animadíssima e retrata bem muitos casais brasileiros. Um tom quente que poderia ter sido explorado mais – depois do “Samba meu” virei sambista de carteirinha.)
06 – A medida do meu coração
(Bem MPB: a cara da Maria Rita. Levemente dramática, traz à tona sentimentos guardados no fundo da nossa alma)
07 – Aguenta a mão, João
(Outra música que retrata a realidade do povo brasileiro, especialmente nesta época do ano que chove muito. Feita refletir sobre quando você pensa que perdeu muito o outro que perdeu muito mais do que você – na maioria das vezes, perdeu tudo)

08 – Desde o primeiro dia
(Ponha um pouco de amor na sua vida e no CD também. Romantismo de te fazer flutuar, especialmente se for ela quem estiver cantando. Recomendadíssimo!)
09 – Não deixe o samba morrer
(Clássica. Não precisa nem falar nada)
10 - Inquieta, tonta e encantada
(Muito jazz suave; música de se cantar ao pé do ouvido de quem se ama)
08 – Nem um dia
(Sem esta música imagino que o nome do Cd não seria “Elo”, apesar de achar a versão do Djavan melhor)
11- Coração em desalinho (faixa bônus)
(E o sucesso da novela da Globo não poderia faltar. Só para não passar de liso)

Bem, esta ficaria a minha seleção, incluindo uma faixa inédita, que eu não coloquei, por que seria inédita (tipo assim, “ãhn?). Gostaram? Não gostaram? Fariam diferente? Escreva sua opinião abaixo! Até mais...

You Might Also Like

0 comentários

Flickr Images

Formulário de contato