Filosofias e Reflexões Opinião e Atualidades

O caso do morador de rua – O que você faria?

segunda-feira, outubro 31, 2011Roberth Moura

Expressão sofrida de um morador de rua
Estava com três amigos comendo uma Tereza no Boni, sábado à noite, descontraidamente quando, após algum tempo, chegou um homem, de aproximadamente 33 anos de idade, mulato, cheirando a álcool, vindo nos oferecer pedaços de sabão em troca de algum dinheiro. Todos os meus amigos recusaram veementemente, mas eu, como sou “pra frente” como minha mãe fala, fui dar uma de psicólogo e ao mesmo tempo bom samaritano com o rapaz. Então, tentando compreender a sua vida socialmente corrompida disse a ele que  ele deveria procurar algo que lhe desse suporte espiritual e moral pra ele mudar de vida. Indiquei-lhe a minha igreja e disse-lhe que Jesus o amava.  E ele virou-se para mim, começou a falar algumas coisas sem nexo e depois juntou algumas palavras inteligíveis: “se Jesus me amasse ele me daria uma casa. Se Jesus me amasse eu diria ‘Jesus, me dê comida’ e ele me daria comida.”. Meus amigos, apesar de não se manifestarem na hora, se manifestaram depois, mas deixe-me acabar de contar o caso.

     E então ele continuou, com certa arrogância “vocês poderiam me dar comida?” e nós respondemos “se você quiser levar a batata frita e a carne nós damos a você, por que já estamos satisfeitos” e ele respondeu “eu quero arroz e feijão” e nós “mas não temos arroz com feijão. Se você quiser nós mandamos fazer um marmitex com as batatas...”. E ele, em tom altamente desdenhoso disse “ah... pode ser então.”. E enquanto o marmitex estava sendo feito, comecei a conversar com ele sobre sua vida e a direcioná-lo a Jesus. Tinha uma garota no grupo que parecia que estava sendo violentada, de tão assustada que ficou com o rapaz perto de nós. Logo, após uns dois minutos de conversa, ele pegou sua comida e agradeceu (ou seja, Jesus o amava).
Jesus ama o morador de rua também

    Quando ele foi embora nós começamos a debater sobre aquela situação. Dois dos meus amigos crucificaram-me por puxar conversa com o mendigo, dizendo-me que ele estava sujo, bêbado, fedorento e que poderia a qualquer momento nos atacar. Disseram que ele blasfemou quando disse que se Jesus o amasse ele teria casa e comida e que eu era doido por dar papo para pessoas assim, potencialmente perigosas. Eu, por outro lado, defendi que justamente por estar sujo, fedendo e faminto, é que ele precisava de uma conversa. É claro que conversa apenas não enche barriga e comida apenas não vai mudar a realidade de ninguém. Disse que expulsá-lo dali, como os outros estavam fazendo de suas mesas só reforçaria o seu sentimento de desamor. Veja bem, uma pessoa, completamente à margem da sociedade, que chegou a uma situação dessas (pois certamente a história atrás desse fato de morar na rua é muito execrável), onde todo lugar que ele vai ele é empurrado, às vezes até agressivamente, teria motivos pra sair destilando amor por aí? Provavelmente não. Estamos careca de saber que o homem não é fruto apenas do meio, mas da sua relação com o meio, da maneira como ele internaliza suas experiências, pois caso contrário todos as filhas de prostituta, por exemplo, seriam prostitutas também.
Atitude correta?
Voltando ao caso do homem na mesa da lanchonete. Vocês acham que qual atitude deveria ser tomada: falar com ele, e dá-lo comida e correr o risco de ser esfaqueado e assaltado, como argumentaram meus amigos contra a minha atitude, todavia abrindo-lhe a possibilidade de ser amado (amado ele já é, mas a possibilidade de se sentir amado), ou não falar e continuar a nossa vida perfeita, sem ninguém nos incomodando, mas deixando uma oportunidade dessas passar? Fica difícil correr o risco. O caso é que havíamos acabado de sair da igreja e eu estava com um espírito missionário na minha alma e essa foi a primeira oportunidade que surgiu e eu aproveitei e fui com tudo. Como a Lauriete diz “a seara está madura e os campos brancos, mas são poucos os ceifeiros, Deus pergunta, quem irá?”. Responda você esta pergunta.



Links Interessantes

O verdadeiro constructo da fé: De onde vem a verdadeira fé? Descubra nesse artigo o que muitas pessoas andam fazendo em vão em busca de um milagre, não sabendo elas que estão indo por um caminho torto, turbulento e fantasioso.
Quem irá? Fala sobre a igreja que se tranca em quatro paredes e esquece de levar a palavra pro irmão que está padecendo ao seu lado. Tem o remédio, mas não o leva. Preocupa-se muito mais consigo mesmo e com briguinhas internas de poder e deixa quem realmente precisa de uma palavra, fenecer.

Maktub: predestinação ou livre-arbítrio? Você acredita que somos predestinados a viver de acordo com tudo aquilo que já está escrito, ou que nós somos completamente responsáveis por tudo o que fazemos e que acontece conosco? Clique aqui e veja um intenso debate sobre opiniões opostas e tire as suas conclusões.

You Might Also Like

108 comentários

  1. Eu te mandaria á merda também se viesse com esse papo estúpido de crente... a pessoa precisa de abrigo e afeto, não de um papo sobre seres imaginários.

    ResponderExcluir
  2. matou a fome dele por uma noite. amanhã ele terá fome de novo, seu deus vai alimenta-lo? que tal invés de escrever esse texto junta o pessoal da sua igreja e não monta algo, mova algo para ajudar esse tipo de pessoa por que o seu texto não ajudou esse cidadão e nem o fato de você dar o seus restos para ele, se ao menos tivesse tido a dignidade de comprar algo para ele. Mas não você deu seus restos para ele, e ainda escreveu um texto para mostrar a todos o quanto você é "pra frente" tentando guiar pessoas para seu deus... dando restos a alguém. grande ensinamento seu deus lhe deu.

    ResponderExcluir
  3. Não sou evangélico, aliás, nem gosto de religiões, e até me incomodo com a questão de colocar Deus em tudo... Mas, tirando meus conceitos de lado, seu texto foi um dos poucos que li até o final nessa internet, e acho bastante interessante. Independente de crenças, acho magnífico sua atitude. Afinal, é fácil sermos cordiais com quem é igual a nós, é fácil ser "Dedeus" quando fechamos os olhos para tudo e selecionamos o que é merecedor de nós mesmos.

    ResponderExcluir
  4. e vagabundo pq quer, assim como a'maioria, QUER dudo de mao beijada, sem trabalho, sem esforco! acham que as coisas devem vir assim, sem merito nenhum!

    ResponderExcluir
  5. Discordo com o Anônimo, mas, de certa forma, concordo com o/a Glenn. Não recrimino você por ter conversado com o morador de rua, aliás eu mesmo, dependendo da forma que sou abordado posso ajudar. Acho que foi nisso que você errou, tudo depende da forma como você é abordado, não importa se você foi estuprado, abandonado, ignorado. Se você vai pedir algo a alguém o mínimo que o morador de rua deveria ter era humildade e respeito, pois ele lhe tratou com prepotência e escarnio. Não teria dado a comida para ele, tudo depende da forma como se age e ele agiu muito mal, logo não mereceria a comida.

    ResponderExcluir
  6. Porque tal atitude não seria correta?

    Permito-me dizer que a atitude de seus amigos, particularmente a garota que se sentia incomodada, foi incorreta e um tanto quanto egoísta. Primeiramente, este rapaz antes de ser um mendigo, é um ser humano, um ser pensante, e acima de tudo isso, que tem sentimentos. Portanto, merecia ser tratado como igual. Por que ignorar uma pessoa por sua condição social? A meu ver, tal atitude é inadmissível. O fato de esse rapaz ter "blasfemado" como disseram é apenas resultado de sua condição precária e de certo, de uma longa vida de sofrimento, batalhas e decepções. Assustei-me um pouco ao ler que o grupo havia acabado de sair de uma igreja. Pelos meus conhecimentos sobre religião, os cristãos deveriam semear o amor em todos os lugares, não só na igreja, mas sim onde houvesse ausência dele. E de fato, não é o que acontece. Respondendo a sua pergunta, achei sua atitude louvável, pois não é sempre que é dada atenção a todas as pessoas, sejam elas quais forem. Acho que nunca devemos deixar oportunidades como estas passarem, pois são nessas horas que fazemos nosso papel como humanos. Corremos risco o tempo todo, até no conforto de nossos lares, por que então temer a alguém que se humilha diante de nós só por que essa pessoa não está devidamente vestida ou perfumada? O estilo de vida que levamos nos transformou em máquinas de carne e osso. Esquecemos que a vida está além de nosso próprio mundo, pensamos que somos perfeitos e intocáveis, semeamos o egoísmo todos os dias, até inconscientemente. O mundo, a vida e as pessoas, estão muito além disso. Se todos nós agíssemos como humanos verdadeiramente, talvez pessoas como aquele rapaz não estivessem se humilhando pelas ruas, e talvez nós não estivéssemos sentados em nosso pedestal permitindo que tais coisas acontecessem. Não se arrependa por ter agido humanamente, e faça isso sempre que surgir uma oportunidade. Não temos nada a perder, apenas a ganhar.

    Isso me fez lembrar um caso que aconteceu comigo outro dia, eu estava sentada em um ponto de ônibus, quando uma mulher com uma criança se aproximou de mim, ela me disse que era ex dependente de drogas e que estava ali por um projeto de recuperação, ela vendia doces. Eu disse que não poderia ajuda - lá, mas dei atenção enquanto ela falava. Ela agradeceu e se sentou ao meu lado para descansar. Eu estava com uma amiga e nós estávamos conversando sobre um assunto aleatório, a mulher nos escutou e pediu licença para entrar na conversa, pois lhe era familiar. Logo depois essa pobre mulher se retirou, mas antes ela olhou em meus olhos e sorriu, sorriu verdadeiramente... Isso realmente me encheu de paz, vi em seus olhos que ela se sentiu tratada como igual, se sentiu alguém diante de pessoas que poderiam simplesmente te-la "chutado". Nessas horas eu me sinto humana... e nunca perderia uma oportunidade assim.


    Desculpe pelo texto.
    Um abraço.

    Carolina.

    ResponderExcluir
  7. Voce tinha acabado de ir na igreja e como o espirito missionario desceu em voce entao voce ajudou uma alma perdida para encontrar o caminho de seu deus .. pelamor ..acorda pra vida amiguinho voce nao mudou de forma alguma a vida do mendigo essa sua açao é uma açao esperada pela sociedade mediecre em que vivemos .. voce transformaria a vida dele se estivesse realmente interessado e o mendigo é amado por quem ? voce ama ele? haha se eu fosse o mendigo teria no minimo te dado um susto pra vcs ficarem mais esperrto

    ResponderExcluir
  8. Mais uma coisa, eu não tenho religião mas isso não faz de mim um antipático às religiões. De certa forma, alguns moradores de rua veem no Cristianismo uma forma de Salvação, o quê você falhou foi em não ter corrigido a versão antiteísta que ele tem do Cristianismo. "Se Deus me ama, ele tem que me dar" você, como um dito cristão, deveria saber que, e se quisesse realmente ajudá-lo, a ajuda maior seria em mudar esse pensamento preconceituoso dele. Se não, esse texto só passa uma falsa ideia de que você estaria seguindo os mandamentos de Deus e quer mostrar isso a todos.

    ResponderExcluir
  9. Se você é ateu, deixa o cara morrer e ainda dá umas bicudas. Se é cristão tem que ter atitude igual a sua.

    ResponderExcluir
  10. humanos de merda, só sabem culpar Deus de tudo, vão pro inferno seus podres, quer culpar religião culpem, mas deixem Deus sentir um pouco de alegria com essa humanidade corrompida por pensamentos maliciosos igual ao de vcs, vcs se esqueceram que o que Jesus ensina a merda do ser humano não pratica? faz sempre o contrario. a atitude do rapaz foi correta, houve sim algumas falhas mas o caminho é esse mesmo, seus bostas. agora em vez de ficar com esses rabos gordos atras do pc se sentindo os donos da razão tentem melhorar o mundo sem ficar só de critica e fazer melhor que o rapaz do post.

    ResponderExcluir
  11. nao eh por nd + isso nao tem nd a ver com religiao asim como comentaram ai
    eu nao tenho religiao alguma, pelo contrario nao gosto de religiao, e nem por isso eu deixo de ter uma atitude como a sua
    semana passada aconteceu fato semelhante comigo, porem todos os meus amigos, eu disse TODOS, q tem via de regra opiniao similar a minha quanto a religiao ajudamos o senhor q pedia comida
    agora vc assim como os comentarios vem me dizer q isso tem a ver com sua religiao e com a igreja, uma ova q tem, vc fez isso pq teve educaçao e foi bem criado, e aprendeu q o mundo de certas pessoas nao eh tao perfeito como o seu, isso vem de berço e nao da igreja.

    ResponderExcluir
  12. "Meu Deus, seu Deus, minha igreja, sua igreja, crente, ateu, católico, evangélico..."
    Rótulos. Alguns mais utilizados que outros.
    Para mim, a postagem do blog representou uma grande necessidade de aprovação alheia em cima de uma atitude baseada em ações "politicamente corretas", clamando por uma certa humanidade baseada em sentimentos e fé. Grandes motivos que usamos como desculpa para levantar da cama todos os dias, enquanto ignoramos o ar que enche nossos pulmões o tempo inteiro.
    Boa trama!

    ResponderExcluir
  13. "Amai o próximo como a ti mesmo".

    Fez o que era certo.

    ResponderExcluir
  14. ahhh vai se ferrar com esse espirito de bom samaritano, o que tira a fome é comida e o que conforta é um lar, a "PALAVRA" não muda nada

    ResponderExcluir
  15. religião e igreja a pior droga que ja criaram!

    ResponderExcluir
  16. Vc o ajudou em algo mais do que matar a sua fome ?
    Contente-se em se sentir feliz somente ao sanar uma das necessidades basicas de um ser humano.
    Ajude alguem que quer ser ajudado indicando-o a um profissional de servicos sociais ou a um psicologo.
    Deus de tras pra frente se escreve sueD ou seja, nao significa p... nenhuma.

    Sinceramente... assuma responsabilidade por seus atos.

    ResponderExcluir
  17. Dspois esses ateus falam dos cristãos. Respeito é bom e todos gostam. Agora se falar em deus vira automaticamnte evangelico ??

    ResponderExcluir
  18. leiam a biblia pra depois comentar, fica a dica!!!

    ResponderExcluir
  19. Meus Parabéns cara...
    Hoje em dia uma atitude como a sua é coisa rara de se ver.

    ResponderExcluir
  20. rodos vocês falam da atitude dele, que poderia ser maior ou melhor!!! mas duvido que qualquer um aqui teria a mesma atitude, embora não possa mudar a vida desse 'mendigo' pelo menos deu a ele o que comer por uma noite, e vocês? ele comeria essa unica noite por vocês? ou passaria mais uma noite com fome? bonita atitude dele sim, desprezo a de vocês, ignorantes, que só sabem criticar os outros sem ao menos fazer a 'parte de vocês', envergonhem-se se é pra deixar comentários criticando uma bela atitude, que fiquem quietos...

    ResponderExcluir
  21. eu acho que se vc ofereceu uma ajuda a alguem e lhe fez bem... nao precisa se preocupar com a opiniao dos outros e nem gritar ao mundo o que fez, tentando passar uma msg de caridosa. A verdadeira caridade se faz no silencio.

    Mas foi muito boa sua ação, pouquíssimos fariam o mesmo.

    ResponderExcluir
  22. que a tua maão esquerda não saiba o que a tua mão direita fez,
    esses evangelicos e catolicos não aprendem nunca,
    fazem festa pelo que é simples obrigação do ser humano.
    se nós cobramos dos nossos politicos melhor distribuição de renda,pq não começamos por nós mesmos,
    há!!! ai o buraco é mais em baixo né

    ResponderExcluir
  23. Muito nobre, bonita e correta a sua atitude.
    Quem dera todos os religiosos agissem de tal forma, tentando fazer da sua religião um porto seguro para os necessitados - sem, é claro, deixar de fazer a sua parte, como vc fez ao dá-lo comida - e não um símbolo de castigo e desamor para os que não a seguirem.

    Só para constar, sou ateu. Mas não sou contra crença, religião ou deus algum... respeito todas igualmente, e apenas repudio a religiosidade fanática e prejudicial, onde o intento é ameaçar os outros com inferno e castigos. Apoio de todo coração qualquer atitude religiosa como a sua, com vistas a ajudar o próximo. Acho que se todos os que pregam a religião fossem assim, ateus e cristãos/crentes/religiosos em geral poderiam conviver em prol do benefício alheio.

    ResponderExcluir
  24. Cristiano,

    Facil criticar uma situação dessas quando você esta sentado no seu computador de ultima geração, quentinho em seu quarto sabendo que a mamãe e ou o papai esta fazendo a sua comida na cozinha, e logo irá gritar "filhinho (a)" a comida esta na mesa, aposto que nem tirar a comida, nem arrumar seu quarto você não tem garra nem coragem, imagina só vc esta falando de seu espelho nas ruas, como o cara vai ter amor próprio sendo que ninguem lhe da atenção? ninguem o escuta...
    Afinal, enquanto voce estiver indo em suas "baladas GLS com seus amiguinhos" com pensamento "evoluido" pra que se preocupar em dar alimento á uma pobre criatura?

    Vi um comentário do Sr. ali (anonimo) claro, que faloe
    "-Você matou a fome dele hoje, mais e amanha?"

    Pra quem acredita em Deus, ele nos ensina que:

    Não faça estoque de alimentos, não precisa encher seu carrinho no supermercado "simbólicamente" se os animais, passaros e outros não guardam suas comidas em estoque e Deus sempre lhes dou o de comer, porque eu não daria a um ser humano?

    Se você não acredita em Deus, continue no caminho que você está, mais te desafio, mesmo não acreditando, leia a biblia, em menos de 1 mês voce irá mudar de idéia, se nao quiser nao tem problema ele te ama mesmo assim, você é criação dele, e sempre irá te amar.

    As pessoas amam Stev Jobs por ter criado o Iphone, Ipad, Ipod, computadores Mach, tudo tecnologia desenvolvida por humanos e amam isso nele, agora a criação de Deus, O Homem, a maioriasão humilhados, passam fome, frio, e nem seuqer tem uma oportunidade de trabalho, por causa da minoria que esta no "poder"

    ResponderExcluir
  25. sua atitude foi louvável.

    ResponderExcluir
  26. Se todos nos fizermos ao menos uma vez ao ano uma caridade como essa, não estariamos vendo essas cenas nas ruas....não é questão de religião, é questão de solidariedade, somos a especie que mais se auto-destroi, e a que mais pode fazer pelo proximo, entretanto somos falhos nisso.....quanto a colocar Deus na hitoria, devemos entender que podemos agir em seu nome e fazer o bem, não deixo de entender quando pessoas desacreditam, mas faço a minha parte quando é necessario....façam tambem sejam voluntarios ao menos uma vez na vida, e ajudem o proximo....

    ResponderExcluir
  27. Esses ateus que se julgam ateus mas que na verdade só seguem mais uma modinha que logo acabará.

    ResponderExcluir
  28. somos livres pra escolher,,,O que fazermos com essa ou tal religião vai sim ter gravidade no mundo,vivemos em sociedade e se os catolicos tão agindo, tão fazendo alguma coisa,otimo,
    Se os ateus tão fazendo alguma coisa,otimo,
    Um dia certamente a religião vai se acaba,mas mesmo assim vamos ter de aprender a conviver com elas,desde q elas não prejudiquem a sociedade.

    ResponderExcluir
  29. Edir Macedo da Silva Malafaya

    Se esse mendigo fosse na igreja, ao inves de ganhar comida, os pastores é q iriam querer pegar dinheiro dele falando no tal de dizimo. O pobre coitado ia sofrer extorção dos crentes.a igreja nao dá comida, eles so mandam rezar para pedir a deus q de a comida a ele. e na verdade quem o alimenta e dá auxilio são as pessoas de bom coração

    ResponderExcluir
  30. Eu o ajudaria com certeza, ateu q sou ajudo as pessoas, pois tbm ja passei dificuldades e tenho empatia, me coloco no lugar delas, analiso antes a situação para saber qual a melhor solução.

    Ser ateu não é cultuar o demonio, é ser FELIZ ter AUTO ESTIMA, AUTO CONFIANÇA, sem precisar ir a encontros onde alguem nos diga o q fazer.
    A igreja usa de métodos psicologicos, para enaltecer as mentes fracas, deixar as pessoas mais confiantes e falar de jesus. Mas nos ateus ja temos auto confiança por si só, e sabemos o q fazer, sabemos o que é BOM e RUIM, BEM e o MAL, CERTO e ERRADO.
    Vivo feliz tenho o que mereço faço o que é certo pratico o bem sou livre e desempedido, sou uma pessoa de alma limpa e com paz de espirito, pois sou ateu e nao dependi de religiao para alcançar meus objetivos.

    Boas açoes dependem de seu carater e não de sua religiao.

    ResponderExcluir
  31. "Todos os meus amigos recusaram veementemente, mas eu, como sou “pra frente” como minha mãe fala"
    Se tem uma coisa que você não é, é "pra frente", estimulando as pessoas a ignorância.

    ResponderExcluir
  32. Boas açoes dependem de seu carater e não de sua religiao. (2)

    ResponderExcluir
  33. Só um detalhe que vc esqueceu de abordar. O coitado do mendigo nem se apercebeu do ocorrido, mas enquanto ele reverberava que Jesus não o amava, vc estava lá..o ouvindo e minimizando sua situação de fome.
    Jesus nos ama, mas as vezes nem percebemos a ação do seu amor.

    parabéns amigo

    ResponderExcluir
  34. Tomna seu idiota, o cara oferece Jesus mas não oferece comida, Oferce jesus mas não oferece abrigo.........

    Eliezer

    ResponderExcluir
  35. Nossa, fiquei admirado com os comentários, só uns 20% falam sobre sua atitude, o resto é de uma extrema intolerância e ofendem como se seu texto fosse um insulto a eles. Onde a intolerância e arrogância de saber demais está nos levando?

    ResponderExcluir
  36. FOi de louvar essa tua ajuda, em termos a relegiao eu respeito e sou cristao , mas nao praticante , mas relamente se deus existe porque não ajuda quem ( mais precisa )


    Cumps de Portugal.

    ResponderExcluir
  37. Legal sua atitude de ajudar, mas ficar falando de amigo imaginário não ajuda ninguém, nao muda realidade de ngm, nao enche barriga nem nada, poderia ter usado o tempo pra falar de coisas melhores que realmente pudessem ajuda-lo.

    ResponderExcluir
  38. Desculpem o comentário enorme, mas tentarei responder a todos resumidamente.

    Ué Glen... a pessoa está precisando, eu falo o que eu quiser. Se ela não quer ouvir, ela tem a liberdade de sair de perto de mim na hora que ela quiser.

    Talvez o “resto” fez uma enorme diferença pra ele. E minha igreja faz sim um trabalho semelhante: ela distribui cestas básicas para pessoas carentes e quem quiser ir lá buscar, ganha. E quanto a levar amor e carinho, sábado, à noite, nós vamos às ruas e cantamos, oramos e lemos a palavra com quem está passando por nós.

    Valeu pela força Blogoterápico!

    Não penso que ele seja “vagabundo” por que quer. A vida leva as pessoas a situações inimagináveis. Acredito que ele não faça esforço para sair desta situação, mas que ele esteja assim por que quer eu não credito.

    É, ele agiu mal sim Luiz, mas eu pensei: não teria a vida deste pobre indivíduo ter sido cruel demais com ele? Ele é apenas reflexo de como os outros o tratam.

    É verdade Carolina. Pequenos atos podem fazer uma pessoa muito mais feliz do que grandes quantidades de comida ou dinheiro. Quanto ao texto, simplesmente amei. Aqui é um espaço para se debater e você tem toda a liberdade de expressar a sua opinião.

    Eu posso não ter mudado a vida dele, mas ele pelo menos saiu dali se sentindo mais amado. E se eu o amo? É claro que sim! O amor vem de dentro e o que eu senti e ainda sinto por aquele rapaz é amor sim.

    É claro que ter atitudes como esta de ajudar ao próximo não tem muito a ver com religião. Como vocês podem ter percebido, meus outros amigos ficaram acuados em relação ao rapaz de rua. Eu penso que isso vai de cada pessoa, da personalidade de cada um: tem um tanto de temperamento (inato) e de educação (aprendido, tanto com pais, na vida ou na igreja).

    Nós sabemos que fazer isto (ajudar ao próximo, ser honesto, etc.) não passa de nossa obrigação. Mas é isso que estamos vivendo Douglas? Na sociedade que vivemos a pessoa boa não é aquela que pratica o bem, mas aquela que se sobressai aos outros (e de que maneira não importa). Devolver uma carteira achada, por exemplo, é dever do ser humano. Mas quem é que devolve? Quem é o “bobo” que vai devolver? Então é isso que a gente ouve. Aí, quem devolve fica sendo como especial, pois num país tão corrupto uma pessoa que age normalmente bem é tida como herói.

    Maníaco, quanto a pergunta “se Deus existe, por que ele não ajuda quem mais precisa” recomendo que você leia o livro “A Cabana”. Lá você vai compreender o amor de Deus pelos seus filhos, o motivo das guerras, fome e tantas atrocidades acontecerem.

    Ana, eu não falei de amigo imaginário. Falei de Jesus, e mesmo que você não acredite que ele exista, ele continua existindo. E mesmo que ele realmente seja imaginário, ele existe assim mesmo dentro das pessoas como um ideal, um exemplo de amor e bondades máximos. Me dê exemplos de coisas melhores que Jesus que eu poderia ter falado a este jovem senhor.

    Frase célebre dos comentários:
    “Boas ações dependem de seu caráter e não de sua religião”

    Fortes abraços a todos que deram a sua parcela de contribuição, especialmente à Carolina, Vitor, Cristiano e Ravies. Beijos!

    ResponderExcluir
  39. Fez bem, não liga para os ateus fanáticos.

    ResponderExcluir
  40. Fazer o bem em nome de um Deus imaginário = Válido
    Fazer o bem por ser servo de Cristo = Válido
    Fazer o bem apenas pela ideologia cristã = Válido
    Fazer o bem em nome de qualquer fé,crença= Válido
    Fazer o bem = Válido
    Sejas bom. Poderás aé não mudar o mundo, mas serás um canalha a menos. (Autor Desconhecido)

    ResponderExcluir
  41. É impressionante como os "ATEUS" são incapazes de reconhecer que vc teve uma atitude correta!
    Porque a moda agora é ser "ATEU ou GAY". Não que eu tenha algo contra algum desses grupos,não concordo apenas com a ideologia que eles querem impor a qualquer custo, e a grande maioria desses atuais ATEUS e simpatizantes dos homosexuais são apenas massa de manobra manipulados pela midia e sem nenhuma capacidade de pensar "sozinhos", não tem o mínimo senso crítico para formar suas próprias opniões.

    ResponderExcluir
  42. Falar é mt pouco precisamos sim é de uma sociedade menos preconceituosa e solidaria q olhe por todos e todas sem descriminaçao q de uma mao ou mesmo um prato de comida,talvez quem sabe se as pessoas tivessem mais compaixao o mundo naum seria a assim mesmo q amanha ele naum tenha um prato de comida se hj eu lher der o q comer vestir ou talvez beber e depois mais a frente outra pessoa ajudasse o pobre infeliz ele teria um pouco de animo e talvez tivesse condiçoes de procurar o q comer ou se a sociedade o reintruice na mesma naum averiam pessoas vagando pela rua mas o preconceito é maior e excluem esses"pobres,bebados,malcheiroso " e esquecem q eles tambem sao HUMANOS e merecem uma vida igual a tua isso mesmo com roupas casa comida e emprego..o q se nessecita nesse país é de educaçao e solidariedade e claro naum ter o preconceito em suas veias de cada cidadao! o q falta é amor e as pessoas se colocarem no lugar do outro q sofrem e naum olhar apenas o proprio umbigo a propria barriga q deve estar cheia enquanto muitos ainda a ouvem roncar naum podendo a preenche-la!

    ResponderExcluir
  43. Puta quanta ignorância desse povo..além de não ajudarem ainda discriminam quem o faz..e ainda criticam o mendigo por ser mendigo..uma total ignorância...já se imaginaram no lugar de uma pessoa dessa..pois não interessa o q aconteceu todos nós podemos estar na pele deles algum dia..vc ai no alto da sua preponderância se irrita quando não consegue algo imagina um mendigo..com uma vida de merda nas ruas sem amigos sem dinheiro só na companhia de Deus..eu aposto q se ele morrer Deus vai confortá-lo mas já vcs q se apegam as coisas materiais desse mundo e pensam q nunca vão morrer..ja não sei o mesmo.. igual vcs que falam ai seu Deus...é nosso Deus ou vc acha q foi um BIg Bang q criou o Universo..Ignorantes..

    ResponderExcluir
  44. Olá!
    Adorei o texto. Penso que as pessoas precisam de outras coisas, além de pão e água. Parabéns pelo gesto. Eu faria o mesmo.

    ResponderExcluir
  45. Cristãos malditos, morram.

    ResponderExcluir
  46. Religião não deixa espaço pra debate, acha sempre que ganha com suas fantasias e mentiras contadas a muitos anos...

    ResponderExcluir
  47. Se nao existisse a religião seria mais facil a legalização do aborto, e episódios como este seriam muito menos frequentes. E parabens, voce acaba de encorajá-lo a ser vagabundo. Se precisasse trabalhar pra comer talvez tivesse mais chances de ter uma vida mais digna

    ResponderExcluir
  48. incrivel como as pessoas se preocupam por voce ser evangelico e se esquecem de que o fato aqui é que voce foi muito mais digno do que todos eles juntos, voce, independente de religiao ou crença, ajudou alguem com fome. parabens.

    ResponderExcluir
  49. eu acho que sua atitude de parar e conversar foi corretissima. Sim, vc só o alimentou por uma noite, sim, ele precisa de muito mais que uma conversa, mas quando vc disse pra ele que Jesus o amava e não lhe virou as costas vc plantou uma semente no coração dele. vc não só deu uma benção a ele (que foi a comida) como deu chance a ele de conhecer o maior abençoador. Sei que Deus ficou feliz pela sua atitude, afinal estamos aqui para ajudar os que precisam. Já seus amigos fizeram algo vergonhoso negando alguem só pq o exterior é miseravel.
    Sua recompensa será maravilhosa.

    ResponderExcluir
  50. É isso aí Missura. Independente de ser religioso ou ateu eu penso que o importante é fazer o bem sem olhar a quem.

    E Bode, se ele tivesse as oportunidades que pessoas como nós temos provavelmente ele não estaria lá. Deixá-lo morrer de fome seria encorajar a mim a tornar-me um covarde. Pensar só em si é fácil, mas quando se pensa no outro dá-se logo um jeito de culpá-lo por suas desgraças, quando na verdade a culpa é de todos nós.

    Obrigado Aline. É fato que uns minutos de conversa e um prato de comida podem não mudar completamente a vida de uma pessoa, mas já é o primeiro passo. A partir dali ele pôde perceber que existem pessoas que se importam com ele, que ele não é mais um lixo ou uma coisa que todo mundo chuta, maltrata e psicologicamente estupra.

    ResponderExcluir
  51. Foi lançado um site que tem muitas novidades e material inédito jamais visto na internet
    Sempre com novidades, pacotes de livros, apostilas, provas, vestibular tudo muito completo
    a um preço inacreditavelmente baixo, vale a pena conferir!

    acesse agora: www.estudeja.hd1.com.br

    Surpreenda-se com a inovação.

    ResponderExcluir
  52. parabéns deus tbm te ama

    ResponderExcluir
  53. jesus nem deus n deram nada sópq eles n existem.... se existissem quem sabe daria algo
    ?

    ResponderExcluir
  54. Pense na raiva do caralho que eu tenho desses crentes chatos que acham que são os escolhidos para disseminar palavras do suposto deus e do nazarento ,cala essa boca crente de merda.

    ResponderExcluir
  55. Joseph em quê você se baseia para dizer que Deus simplesmente não existe? Na sua provável não-experiência com ele não quer dizer que ele não existe. Você pode não senti-lo e por isso dizer que ele não existe, mas eu o sinto dentro de mim, no ar que eu respiro, no vôo dos pássaros e em tudo que me rodeia. Recomendo que leia

    http://estereotipodaperfeicao.blogspot.com/2011/08/esquecida-existencia-de-deus.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu penso que vc fez a coisa certa, mas nao sou psicologa e nem tenho sua ousadia. Eu compraria alguns pedaços de sabao para ajuda-lo.
      Maria

      Excluir
  56. Vanessa eu não tenho culpa se você tem raiva de quem ajuda o próximo. Se você sente raiva deve ser por que você desenvolve certamente um trabalho que resgata as pessoas do seu estado deplorável.

    Mas você não é este tipo de pessoa. Você, quando vê um morador de rua cospe nele.

    Eu não disse que eu sou escolhido para nada em momento algum (não sei o que te levou a entender isso). A questão a ser debatida é: ajudar o próximo, mas correr o risco de levar uma facada ou ser xingado, por exemplo, ou ignorá-lo e continuar a sua vidinha perfeita na sua bolha?

    Vá continuar viver sua vidinha classe média e não tente calar quem quer levar uma palavra amiga e de conforto para alguém.

    ResponderExcluir
  57. Colega já que isso gerou tanta discussão, publica algo sobre intolerância. em todas as suas formas não só religiosa, mas intolerância em qualquer de suas vertentes.
    abraços.

    ResponderExcluir
  58. Que tal uma parceria? Godlesscomics.blogspot.com

    ResponderExcluir
  59. E eu não já pensei nisso! Essa discussão toda já me deu ideia para no mínimo 3 postagens:

    O que leva a pessoa a ir para a rua e permanecer lá?

    Por que mesmo tentando fazer coisas boas sempre existem pessoas para tentar puxar seu tapete?

    Onde a intolerância e arrogância de saber demais está nos levando?

    Quando a bondade, que deveria ser um ato corriqueiro torna-se um caso isolado. A que ponto chegou a humanidade?

    dentre muito outros...

    ResponderExcluir
  60. Parabéns pela sua atitude, espero que sirva de exemplo para outras pessoas, independente da religião.

    um grande abraço.

    ResponderExcluir
  61. Muita gente fala que esse tipo de ajuda não vai adiantar, que no outro dia o cara vai ficar com fome de novo, etc e etc...
    Esse tipo de pensamento gera um problema sério do tipo ovo-galinha. Veja só:
    - Ninguém quer ajudá-lo porque no dia seguinte a vida dele vai estar a mesma coisa.
    MAS
    - A vida dele no dia seguinte vai estar a mesma coisa, porque ninguém vai querer ajudá-lo.

    A atitude do Odacyr Roberth quebrou esse ciclo. Uma vez que ele ajudou naquele dia, mesmo que com restos de comida, a vida do mendigo foi mudada sim, pois no dia seguinte ele ficou mais alimentado, com menos fome, com uma auto-estima mais elevada, com mais esperanças. Agora, infelizmente o ciclo vai recomeçar, pois provavelmente ele não vai encontrar mais outro Odacyr.

    Na minha opinião, a realidade é só uma. Nós (eu me incluo nessa) estamos mergulhados em um sistema que cultua e ensina o egoismo. Primeiro eu, minha segurança, meu dinheiro, meus estudos, meu trabalho, minha família, minha religião, meus sonhos. Talvez depois o outro, e olhe lá. É um sistema já muito enraizado na cultura da maior parte do mundo, e pra sair dela é muito difícil. Pra começar, é difícil porque não temos muitos exemplos a seguir; se encontramos exemplos, não temos incentivo; e se temos exemplos e incentivo, não temos condição.

    Enfim, é muito difícil fazer o bem. Mas acredito que não seja impossível. Só precisamos começar.

    Abraços.
    Heron.

    ResponderExcluir
  62. Muito boa reflexão Heron. O Brasil, assim como outros países capitalistas pregam o bem-estar do eu. Tudo gira em torno de satisfazer os desejos do eu. O outro não se encaixa na lógica do sistema, por que se ele quiser, ele que vá trabalhar e lutar, como disse alguém aí em cima. Não pensam eles que por ser desigual o sistema dará mais oportunidades de crescimento a quem já está no caminho do crescimento e não quem a cada dia se marginaliza mais e mais. Por isto cada pequeno gesto nosso faz a diferença, mesmo que seja pequeno pra você, pra quem o recebe o valor é muito maior.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  63. eu teria levantado,dado um abraço,um aperto de mão e um sorriso,mas você se comportou bem frente a sua condição social.Palavras perdem argumentos em certas ocasiões,perdem o sentido.

    ResponderExcluir
  64. quando beneficiar alguém não saia espalhando que o fez...isso é feio. não tenho religião, acredito em Deus e se vc acredita também não se exiba como um bom moço que ajudou o homem "fedido" saia da sua "vida feliz" e vai ajudar de verdade como muitos voluntários "independentes de religião" que estando noite fria chuvosa ou noite quente sempre estão por ali pra dar o "sopão" pra quem precisa. E não fazem propaganda da grandeza que cada alma que ajuda alcança.
    você é um moleque mimadinho por escrever isso.

    ResponderExcluir
  65. Obrigado, Marcelino. Às vezes um gesto como um abraço ou um aperto de mão afetuoso fazem mais efeito do que muitas vãs palavras. Mas as palavras sendo usadas com sabedoria pode mudar o rumo da história de um sujeito.

    Anônimo, Eu não estou espalhando o que eu fiz. O que eu trouxe para o blog foi o debate entre os meus argumentos e os argumentos dos meus amigos em relação ao mesmo fato. Se você me julga mimado apenas por ler um texto meu, posso afirmar que está sendo preconceituoso. Se o que você entendeu foi que eu estava fazendo propaganda de mim mesmo, peço-te desculpas, pois a intenção em nenhum momento foi essa. O espaço para fazer propaganda de mim mesmo é na minha biografia.

    http://estereotipodaperfeicao.blogspot.com/p/biografia.html

    Aí sim você pode dizer se me acha mimado ou não.

    ResponderExcluir
  66. eu alimentei um faminto, vejam como eu sou legal...

    ResponderExcluir
  67. jesus te ama kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk cara vc é impagavel kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk............

    ResponderExcluir
  68. Meu fiho,..quem consegue as coisas de graça dificilmente pagarão por ela um dia, eles se acostumam, muitos estam lá por safadeza e falta de vergonha! As vezes uma palavra é mais forte que um prato de comida. Tem muito trabalho por ai, dos mais dignos e variados! Pergunte se eles querem trabalhar? Perguntem, façam o teste. grande parte diz não, pos o real problema esta no pisicologico!! no espirito, na alma! precisam dar uma chance a si mesmo. Fora isto, todos estariamos agindo em vão, SIM! porque os valores materias tapam e escondem uma realidade oculta nestas pessoas com sede de motivação!!! pois mesmo com dinheiro voltariam a fazer o que sempre fazem, pedir (vida facil). É O CASO DE VENCEDORES DO BIG BRODHER QUE VOLTARAM A FICAR DEBILITADOS FINACEIRAMENTE...(é gritantemente um garnde absurdo!! ). Conselho: "AJUDADEM À QUEM QUER SER AJUDADO E ACONSELHEM, MOTIVEM, DESPERTEM PARA A VIDA OS QUE NÃO QUEREM SER AJUDADOS". Porque nem o dinheiro e nem um prato de comida vai mudar o conformismo destas pessoas. Leiam MAis no meu Blog... |Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
  69. Eu te entendo... QUALQUER ATO DE AMOR É VÁLIDO PARA DEUS.
    EU FARIA O MESMO, COM FAÇO SEMPRE E FREQUENTEMENTE...
    SIM, PUBLICAR FOI IMPORTANTE PARA EXEMPLO ÀS PESSOAS...

    Sigão meu Blog... |Deus lhe abençoe.

    ResponderExcluir
  70. PREFIRO LER UMA NOTICIA LINDA DESTAS DO QUE LER SOBRE O GOVERNO DO NOSSO BRASIL...

    Então, Deus lhe abençoe.

    Sigão meu Blog... **..

    http://coladavida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  71. Obrigado pela participação, Cola da vida. Deixe o link do seu blog pra nós podermos visitá-lo!

    Abraços...

    ResponderExcluir
  72. Independete do que a sociedade espera,nos devemos seguir nosso coração,e muitas das vezes nos colocar-mos no lugar dessas pessoas,pois são seres humanos como nos,tem sentimentos.. Imagine você ai que so sabe ser pessimista se fosse você?! Quando alguem grita,fala algo de você,o que você sente? As vezes despreso né?! Imagine você sozinho numa rua,onde varias pessoas te olham de cima a baixo sem nenhuma vontade de te ajudar apenas de falar mal de vc ou de te reprimir?! Tem pessoas que esquecem que o MUNDO da VOLTAS,hoje essa pessoa pode estar mal e vc um passo a frente dela,mais amanha ela pode estar de pe e você na pior.. Vamos ser humanos,vamos pensar uns nos outros.. E sim esse Ato vem do criador,Ele nos ensinou amar uns aos outros...
    Agora se uns e outros ai acham que vieram do MACACO continue com essa mente irracional que vocês vão chegar muiito longe!
    Parabéns pela atitude! Sinal que você tem sentimento,sinal que existe amor.. e que Deus sempre te conserve assim!
    E triste ver que ainda existe pessoas com mente fechada,que não pensa no proximo..

    ResponderExcluir
  73. O morador de rua deu a resposta que você mereceu. E ele não agradeceu a Jesus, ele agradeceu a você.

    ResponderExcluir
  74. fique em paz, vc fez o que sentiu que deveria ser feito, as opiniões das pessoas só importam a elas mesmas,se preucupe com a opinião de Deus e busque sempre fazer a vontade dele que vc irá longe
    meu blog: http://poisjanaovivoeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  75. perdi meu tempo

    ResponderExcluir
  76. as pessoas deveriam entender que ninguem e melhor que ninguem, todos estamos sujeitos a passar por fases dificeis, imagina voce na pele daquele homem e como voce gostaria de ser tratado, voce nao fez favor algum para ele e sim sua obrigaçao que e tratar seu semenhante com respeito, seja ele quem for.

    ResponderExcluir
  77. a resposta correta e que somente voce tem a igreja em voce e os outros irmãos somente e apenas mais uns na igreja ou seja andar com jesus no peito e facil eu quero ver quem tem peito pra caminhar com jesus

    ResponderExcluir
  78. voce é um crente alienado retardado
    parei no segundo paragrafo.

    ResponderExcluir
  79. blá blá blá...

    Muitas palavras...
    POUCAS ATITUDES!

    a todos!

    ResponderExcluir
  80. Pelo que tu diz que teus amigos falaram sobre o mendigo, com certeza são uns hipócritas,preconceituosos com nojo de pobre.
    Tu fez o que todo mundo que vai na igreja deveria fazer, aí as coisas iriam melhorar, mas pelo que se vê dos seus amigos, se eles também saíram da mesma igreja...bem, devem achar bonito rezar, e só.

    ResponderExcluir
  81. O engraçado é que a maioria que critica normalmente quando vê um mendigo atravessa a rua, se ele chega perto xinga ou ignora, não sejamos hipócritas, ele pelo menos se importou e do modo dele tentou ajudar o cara, atitudes mesmo que minimas causam mudanças.

    ResponderExcluir
  82. Parabéns eu tbm faço o mesmo, mas claro q tens pessoas q pedem para comprar outras coisas como drogas, o fato é analisar a situação do individuo e sim diferenciar se vc deve dar comida, dinheiro, uma vestimenta ou o q ele precisar q esteja ao nosso alcance.

    Os comentarios estão afiados para a questão da religião hein.

    Religiosos e ateus nunca se entenderão, enquanto não se colocarem no lugar do proximo.
    Julgar sem conhecer é o q a maioria faz, eu frequentava a igreja, li a biblia 2 vezes, questionei coisas q nao souberam me explicar e hoje sou ateu, sou feliz, tenho tudo o q tenho por merecimento, pois COLHEMOS O QUE PLANTAMOS, faça o bem e o receba de volta, não precisa ser crente para seguir estas frases. não precisei acreditar em jesus, deus, buda, krishna ou qualquer outra divindade que são tantas, e religioes que são milhares, além das cristãs q são centenas.

    Não os critico pois sei o porque de acreditarem em algo q é dificil de provar q exista, mas não ligo em ser criticado por ser ateu, pois faço o bem e o recebo de volta, o cristao q me critica apenas esta pecando mais uma vez, (e pecam muito mais q eu, vejo muitos exemplos no meu dia a dia).

    Parabéns, você tem uma educação exemplar, assim como eu e outras tantas pessoas. Mas é uma pena q infelismente as pessoas são alienadas.

    Não é pq sou ateu q devo fazer o mal e ser mal educado, pois isso não depende de suas crenças e sim de sua educação de seu caráter e de sua personalidade.

    Abraço

    Ediran

    ResponderExcluir
  83. Eu pensei nisso também. As pessoas que criticam parecem ser as que menos fazem alguma coisa em prol de alguém que não seja a si mesmo. Ser uma pessoa boa independe de religião (com o tempo a gente vai aprendendo isso), e tem muito mais relação com caráter e educação do que com igreja.

    ResponderExcluir
  84. EU ACHO Q AJUDARIA É Q É PRECISO ESTAR AO VIVO E EM CORES PARA SAER NÉ!!

    ResponderExcluir
  85. Você é uma pessoa muito boa, se eu visse um mendigo também daria os meus restos de comida para ele, e se ele fosse bonzinho, que daria um marmitex de comida para ele e algum dinheiro (se eu pudesse)... mas como eu tenho medo, eu finjo que não vejo, pq nem todo mundo que tá na merda é bonzinho e tem flores no coração. Então parabéns!
    Só que eu não postaria na net, pois dar uns restos de comida e "evangelizar" não é nada em comparação com doar orgãos, dar emprego, dar oportunidades, dar conhecimento... e que bom que você se considera um bom cidadão, pelo menos consegue dormir com a mente tranquila... que me dera se eu fosse orgulhoso de mim mesmo assim. Eu sou um nojo de pessoa. Não falo aqui pelos resto que você deu, mas pela maneira que você escreveu isso, se vangloriando da própria bondade, colocando o nome de Deus onde não o cabe... aff.

    ResponderExcluir
  86. Fiquei assutada de como as pessoas se sentiram ofendidas e te julgaram. Mas isso significa que mexeu com elas...
    Sou cristã, evangélica e a sua atitude foi louvável mesmo, um exemplo!
    Em primeiro lugar: se fez com o verdadeiro amor, já é algo valioso.
    Em segundo: Você não tem que agradar os homens e sim o coração de Deus.
    Fiquei triste ao ler tanta coisa sem argumentos, mas se vc tb vai a igreja e serve ao mesmo Jesus sabe que isso sempre vai existir e o nosso papel é amá-los.
    Afinal, Deus deu o seu único Filho JESUS para que TODOS(ateus, mulçulmanos, catolicos,espiritas,hindus,etc) fossem salvos!
    Deus te abençoe.
    Isabela

    ResponderExcluir
  87. Quem ajuda os outros realmente, não se vangloria disso.

    ResponderExcluir
  88. "Pratiquem a bondade, não criem sofrimento, dirijam a própria mente. Esta é a essência"

    ResponderExcluir
  89. Cara, você é um fariseu! Você se gaba o tempo todo de suas atitudes cristãs, mas não conseguiu em nenhum momento se ver como um igual, como alguém tão pecador quanto esse mendigo.
    Jesus lavou os pés dos discípulos. Ele quis mostrar que o verdadeiro discípulo é um servo, mas sua postura foi o tempo todo de alguém superior, vê se pode isso:

    "...mas eu, como sou “pra frente”

    "...compreender a sua vida socialmente corrompida"

    "...ele continuou, com certa arrogância"

    Arrogância??? Pode um mendigo ser arrogante???

    “se você quiser levar a batata frita e a carne nós damos a você, por que já estamos satisfeitos”

    dar do que te sobra e não te faz falta, NÃO É CARIDADE!

    "pois certamente a história atrás desse fato de morar na rua é muito execrável"

    Mais distância e superioridade moral que isso é impossível!

    Agora, lembre da parábola do homem rico e da viúva pobre que deram esmola no templo. Aquele que faz caridade para todos verem, já recebeu sua recompensa.

    ResponderExcluir
  90. Adriana, eu já disse que não coloquei esta história aqui para me vangloriar dos meus atos. Coloqueia-a para que debatêssemos outro assunto, o qual já falei várias vezes nos comentários anteriores (se não leram, não posso fazer nada).

    Eu não disse que ele era arrogante, mas sim o tom que ele usou para falar foi um tom altivo. Eu não falei que estava fazendo caridade a ele: falei que de certa maneira o ajudei e ajudaria todas as vezes que algum deles me abordasse novamente.

    E obrigado por compreender Isabela. E independente do que todos digam eu vou continuar a amar a todos, inclusive os maltrapilhos e mal-cheirosos. Mais inclusive ainda quem me critica, por que não sabe o que é amor.

    ResponderExcluir
  91. Minha opinião é a seguinte, você fez o melhor que podia ser feito. No teu lugar também faria o mesmo lhe dava oque comer mas falaria de Jesus pra ele.
    Não falo isso só porque sou cristã. mas porque tenho amor em meu coração, sempre que posso ajudo essas pessoas lhe dando do que comer e se possível lhe dando carinho e respeito. e eu acho que RESPEITO é o que menos essas pessoas que fizeram comentários acima tem!

    ResponderExcluir
  92. Eu estava tirando ferias em salvador quando saindo de um supermercado lá tinha um monte de crianças pedindo dinheiro,fui lá e comprei varias bolachas recheadas. Sou evangelica e sempre quando posso ajudo as pessoas e falo de jesus pra elas. Parabéns pela sua iniciativa de ajudar esse moço concerteza você deixou uma sementinha em seu coração. e as pessoas tem que ter mais RESPEITO mesmo.

    ResponderExcluir
  93. Eu acho que foi até bonita sua atitude de chamar o homem pra uma conversa. Mostrar interesse na vida e nos problemas do próximo é uma forma de dar conforto. Não consigo fazer isso com pessoas desconhecidas, independente de ser bem arrumado ou não, porque sou tímida e morro de vergonha.
    Mas assim como você disse que pelo cara ser rejeitado pela sociedade, ele não pode sair distribuindo amor, você falar de Deus pra ele também não fez o mínimo sentido, já que ele não vê motivos pra acreditar em Deus.
    E outra, vi nos comentários pessoas falando que o cara "é vagabundo porque quer", pode até ser mesmo, mas pode não ser. Não podemos julgar, já que não conhecemos nada da vida daquele homem, nem de nenhum outro que mora na rua.

    Agora, uma coisa que eu achei nada a ver, foi mesmo o fato de pegar os restos e fazer uma marmita. Garanto que 5 reais dava pra comprar uma coisinha a mais pro cara.
    Gastamos 5 reais com coisas bem mais inúteis...

    ResponderExcluir
  94. Leia Mateus 6: 2

    ResponderExcluir
  95. Keren o Respeito é mesmo o que as pessoas devem ter por seus semelhantes. Mas, como se pode ver a realidade passa muito longe disso, prova maior são os comentários aqui do Peripécias.

    Laryssa, concordo em parte com o que você diz. Na verdade eu não mandei fazer marmita pra ele por que eu não tinha dinheiro, estava à mesa como convidado, apesar de gastar muito mais do que isso com coisas fúteis. Não foi resto. Foi como se ele estivesse comendo conosco.

    E em Mateus 6:2 está escrito

    Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
    Mateus 6:2.

    Eu já disse qu eo intuito não era vangloriar-me por este minúsculo ato. Para ver o motivo, leia o último paragrafo do texto ou os meus comentários anteriores.

    Beijos...

    ResponderExcluir
  96. Parabéns pela sua atitude de, não só ajudar, mas também de levar a palavra de Deus.

    "Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!" I Cor. 9:16

    Seus amigos não deveriam ter agido da forma como agiram, pois isso é hipocrisia, o que Jesus repreende fortemente.

    É triste ver o quanto as pessoas acreditam que Deus é algo irreal ou mentira. É justamente pela sociedade deixar de seguir os ensinamentos de Cristo que a sociedade encontra-se tão dilacerada.

    Você ofereceu o que podia no momento, que era a palavra de Deus e o que você tinha em mãos. Qualquer pessoa que procurar uma igrejam independente de como professe sua fé, será ajudado. Todas têm missão de ajudar uns aos outros, mas quem está lá dentro, sabe que sozinhas é muito difícil de mudar a vida de todos.

    Se a sociedade não fizer a sua parte, não temos como mudar o mundo sozinhos. Além da ajuda da sociedade, precisamos também do SIM das pessoas que são ajudadas.

    Façamos cada um a nossa parte e veremos a diferença na sociedade.

    ResponderExcluir
  97. Pois é, vc de fato mostrou o qunato é arrogante, pois não publicou meu comentário. Enfim...não vou ficar aqui de blá bla bla, pois como disse, não jogo pérolas aos porcos. Leio o comentário do Bala, aí de cima...concordo totalmente com ele, porém não sei se vc vai ter intelig~encia, maturidade, ou humildade pra entender oque ele escreveu.

    Ass. Valium

    ResponderExcluir
  98. Carolina (05/11):
    Eu concordo com tudo em gênero, número e grau.

    Odacyr:
    1º lugar- Que seres humanos horríveis que são os teus amigos. O pior tipo de cristão é o que não sabe o que seu próprio Deus morreu para ensinar.
    2º lugar- É claro que a tua atitude está correta. Em que mundo, dar atenção a outro ser humano está errado?
    3º lugar- O que leva uma pessoa às ruas não são as drogas ou a falta de dinheiro. Mas a falta de amigos, parentes que lhe dê afeto e apoio.

    E para os pseudo-religiosos que não sabem o que amor ao próximo significa: Ateísmo não é uma modinha e é muito mais antigo que o cristianismo. É pouco difundido porque ateus não se reúnem para falar sobre sua descrença. Hoje em dia é mais assumido do que antigamente porque não podemos mais ser queimados na fogueira (literalmente) por isso.

    A maioria absoluta de vocês, cristãos em geral, não têm a menor idéia do que ensina a própria religião. Não seguem, não praticam, não conhecem.
    Pesquisem, estudem e verifiquem que os maiores benfeitores de toda a história da humanidade não eram cristãos ou eram ateus. Inclusive o seu Jesus, que era judeu.

    ResponderExcluir
  99. De fato vc é um ser iluminado só por suas palavras:
    "E independente do que todos digam eu vou continuar a amar a todos, inclusive os maltrapilhos e mal-cheirosos. Mais inclusive ainda quem me critica, por que não sabe o que é amor."

    Cara, vc ama ATÉ os maltrapilhos...que coração benevolente!!! ( e pq não amaria?????héin? e pq eles não mereceriam amor e respeito de quem quer que seja??)

    Depois vc acha que quem te critica é PORQUE NÃO SABE AMAR, NÃO SABE OQUE É O AMOR?????

    Cara, que arrogancia e prepotencia é essa???? Se alguém faz uma crítica vc se justifica por falta de amor? essa é a sua forma infantil de se defender? Esse é o seu argumento?? Não sabe lidar com críticas???? sério????

    Vc é simplista, clichê, seus argumentos são superficiais. Vc se justifica de uma forma de extrema insegurança, não aguenta uma crítica que poderia ser construtiva, e se esconde atrás da palavra "amor" na qual vc usa de uma forma a se sentir superior. FRACO.

    ass. Zélão

    ResponderExcluir
  100. Zélão, não pense você que vai me atingir com suas ironias, por que não vai. Eu sou aberto sim à críticas e se não fosse, não teria criado um blog. E eu apago sim comentários que estão apenas para denegrir a imagem do outro. Deixo comentários críticos que possam de alguma maneira proporcionar construtividade para alguém, seja pra eu ou pra qualquer leitor do blog.

    Por que não amaria os maltrapilhos? Você vem perguntar isso pra mim? Olhe ao seu redor e veja. Pergunte para a grande maioria da sociedade por que eles não amam os maltrapilhos, tem medo ou nojo ou pena e medo e nojo. Eles merecem amor assim como nós. Mas são amados? Garanto que não tanto como poderiam ser.

    Só por que você me acha simplista, fraco e infantil, não quer dizer que eu seja. Essa é a maneira (equivocada) que você me vê, mas nem por isso eu vou dizer que você é preconceituoso, nem altivo, prepotente ou coisas do tipo. Como dito nos comentários acima, RESPEITO é a base de tudo, inclusive de todo e qualquer relacionamento com o próximo. Por isto se é isto que você pensa, tudo bem. Friso que eu não me sinto superior por amar, mas sinto que você se sente inferior por não conseguir amar. Se quiser conversar mais comigo sobre este ou quaisquer outros assuntos pode mandar e-mail pra mim, terei o maior prazer em conversar com você (e certamente você verá que eu não sou este monstro que você pensa que eu sou)


    Abraços!

    ResponderExcluir
  101. Friso que eu não me sinto superior por amar, mas sinto que você se sente inferior por não conseguir amar.

    com essa frase, vi que vc não entendeu NADICA DE NADA, doque escrevi.

    De novo se vangloriando por "amar"

    Ao afirmar que eu me SINTO inferior POR NÃO CONSEGUIR amar, vc está sim, provando sua necessidade de afirmar-se.

    Não vou mandar e-mail, não tenho interesse em te conhecer melhor. Não te acho nenhum monstro, só é do tipo de pessoa que eu não teria amizade, não gostaria de conversar, mas APENAS por não compartilhar das mesmas idéias, somente isso.

    Sinceramente, agradeço sua resposta. Zelão.

    ResponderExcluir
  102. Gostaria de fazer uma critica, mas não saberei faze-la sem ser um pouco grosseiro.
    Primeiro de tudo, para dar uma de psicólogo, você tem que, no minimo, ser psicólogo. Segundo que conversar ou dar concelhos não é, verdadeiramente, o trabalho desse profissional.
    Ficar no seu lugar de conforto, achando que uma marmitex de batata frita com o que não teria mais serventia vai satisfazer uma pessoa com tanta carga, é muito fácil. Incomodar-se com o mal cheiro e com a imagem mal trapilha é quase que natural, mas não deveria ser.É esse olhar que faz as pessoas enxergarem como se fossem bons por ajudarem e/ou amarem estas pessoas.Mas isso não passa de uma cristalização da sociedade. É lindo querer ajudar, se compadecer com a dor do outro...mas até aonde você é capaz de ajudar ou compadecer-se diante desse outro? É puramente para ser tido como diferente ou superior por ter tal compreensão? Então, meu amigo, não o faça. Não o faça para satisfazer o seu ego caridoso diante da sociedade. O faça porque este outro precisa, carece, necessita. Blasfemar é feio para aqueles que, primeiramente, creem no deus que é exaltado na situação, que dormem em suas camas e se satisfazem com meia porção de carne com fritas. Vá ver se blasfemar é feio para alguém que dorme o relento com o estomago vazio e correndo riscos. E não venha dizer que isso é uma escolha, e que as consequências ele terá que assumir...pode ter sido sim, a unica opção que ele teve diante sua história de vida, e você, talvez, estaria na mesma situação se carregasse os fardos que ele teve que carregar. Essas pessoas não precisam da piedade de ninguém, elas precisam é de um olhar de igualdade de todos. O seu desamor seria menos hipócrita do que um ato de piedade. São pessoas a margem da sociedade, porque a sociedade que você faz parte, excluí esses sujeitos, para depois se compadecer e comprar o seu lugar no céu.
    Agradeça então ao seu deus que, como você pensa, te deu tudo que tens. Só não vai dizer que ele não ter nada é porque não tem deus...as vezes ele tem mais deus do que qualquer um que se diz crente.

    ResponderExcluir
  103. Decerto que não estava lá para clinicar alguém - nem o poderia, já que na época estava no terceiro ou quarto período. Este foi só um relato de uma experiência. Expressei o que senti que deveria ser feito e fiz.

    "O seu desamor seria menos hipócrita do que um ato de piedade."

    Não houve hipocrisia. Você está interpretando mal os fatos colocados. Eu amo TODO MUNDO. Amai ao próximo como a ti mesmo, disse Jesus. E eu amo. Muitas pessoas que não possuem essa capacidade de amar quando encontram alguém que ama, pensa ser pura hipocrisia o que na verdade não o é.


    "as vezes ele tem mais deus do que qualquer um que se diz crente."

    Concordo em gênero, número e grau.

    ResponderExcluir
  104. EU ACHO QUE VC PUDIA TER COMPRADO O ARROZ E O FEIJÃO PRA ELE.
    CLARO QUE ELE TEM TODA RAZÃO DE TER ESSE DESAMOR PELAS PESSOAS E POR DEUS, ELE SÓ NÃO INTENDE QUE DEUS NÃO TEM CULPA
    DEUS USA PESSOAS COMO ANJOS EM NOSSAS VIDA, POREM DIGAMOS QUE AS PESSOAS NÃO ESTÃO QUALIFICADAS PARA ESSE TRABALHO...
    DÃO O QUE SOBRA, ISSO NÃO É SER BOM...DÃO O QUE É FACIL... SE TRATA DE UM SER HUMANO NÃO DE UM ANIMAL QUE VIVE DE RESTO
    TUDO BEM QUE FOI UMA BOA ACÃO MAS SERÁ QUE FOI DE CORAÇÃO? A comida seria jogada fora mesmo.

    ResponderExcluir
  105. Eu poderia sim ter comprado uma comida pra ele. O problema é que eu não tinha dinheiro, estava comendo porque meu amigo me convidou. E não se engane em pensar que jogaríamos fora, porque sempre que nós vamos comer ali, sobra alguma coisa e nós mandamos embalar numa marmitex pra gente levar, porque a porção lá é excelente. Eu dei à ele tudo que tinha no momento; isso não faz de mim uma pessoa boa, porque bom é Deus. Isso me ajuda a dormir com a consciência tranquila, pois sei que fiz tudo que estava ao meu alcance naquela hora.

    ResponderExcluir
  106. O meu Deus, o Deus dos Judeus, age através das pessoas, se todas as pessoas o negam, sua influencia benéfica na terra é quebrada.

    Todo o povo que despreza a verdadeira lei de Deus vivem em apuros.

    ResponderExcluir

Flickr Images

Formulário de contato