Opinião e Atualidades Religião

O verdadeiro constructo da fé

segunda-feira, setembro 26, 2011Roberth Moura


Não sei se vocês têm reparado, mas na maioria das minhas postagens sobre religião eu tenho uma música como referência para discorrer sobre o tema. Isso ocorre por que a música mexe comigo e me desperta várias reflexões sobre todas as minhas vivências. E em mais uma dessas escutadas de música me deparei com a seguinte canção:



   E percebi o quanto isso é verdadeiro no nosso meio. Clique no aqui para ver a letra da música. O que nós vemos é exatamente este quadro: amuletos, óleos ungidos, águas sagradas, crucifixos, pedaço de muro, terra de Israel e tantas outras coisas mais. E o povo, que está tão vulnerável acaba por se apegar à primeira coisa que aparece na sua frente. Essas atitudes desviam a fé em Jesus para secundo lugar. Acreditam que se entrar no tanque serão curados.  Esquecem-se que a verdadeira fé não está no tanque, mas em Jesus.


     Não critico de maneira destrutiva os métodos usados para se alcançar uma bênção, o que critico é o que muitos líderes religiosos têm feito para lotarem os seus templos. Será mesmo necessário fazer campanha dos 7 domingos para receber uma cura? Será mesmo necessário ungir todos os dias a sua cabeça com o pó da terra que foi trazida do túmulo de Jesus? A atenção que deveria ser direcionada a Jesus, torna-se secundária, pois aí o mais importante é ter o objeto que vai lhe trazer algo. 

Jesus quando cura, cura na hora. Na bíblia vemos o exemplo do coxo em frente ao taque esperando que alguém lhe levasse até o tanque, todavia quem lhe podia fazer andar estava bem diante de ti. Mas o que se percebe é que a fé dele estava depositada no tanque e não em no verdadeiro Deus.
Eu tenho um exemplo vivo disso na minha família. A minha avó, sempre que começa certo programa evangélico que ela gosta muito, coloca uma garrafinha de água em frente a televisão, para que ela seja “abençoada”. Acontece que o programa termina, muda-se de canal para telejornal (cheio de violências), novelas (cheio de mentiras e valores deturpados), e tudo mais e a água continua em frente a TV: ela só vai beber quando dá sede. Ou seja, mesmo que a fé estivesse na água abençoada, a carga negativa que ela recebeu foi muito maior. Mas ela acredita...


É difícil debater assuntos como este, pois ao mesmo tempo que algum atributo desses pode fortalecer a fé de alguém, pode fortalecer na direção errada. A fé não estará tanto em Jesus, mas sim em um objeto ou até mesmo um pastor renomado. Já vi casos de fiéis brigando pra pegar o suor de um pastor (muito nojento, diga-se de passagem) para que fossem curados. Não estou negando que Deus os usa, pois sei que usa (a sombra de Pedro curava, a bíblia diz). Mas o que eu quero focar é que não era Pedro quem curava e não é o suor de ninguém que vai te curar: é Deus. E ele te deu livre-acesso para falar diretamente com ele, 24 horas por dia. E pra isso não é necessário óleos, águas bentas, dar três pulinhos pra trás, viajar até Israel ou coisa parecida: basta ter fé e o coração aberto para receber as mais divinas bênção de Deus. Está na hora de jogar todos esses adereços fora, quebrar os paradigmas ritualescos, rasgar o coração e se entregar ao verdadeiro Deus. Como o hino canta: pela fé eu sei que o meu milagre logo vai chegar. Afinal, o melhor de Deus ainda está por vir.

Links Interessantes:


Oração do emagrecimento em Governador Valadares: Você acredita que com um simples sopro você possa perder vários quilos? Pois em Governador Valadares o pastor de uma renomada igreja promete emagrecimento instantâneo com apenas uma oração.


Quem irá? Fala sobre a igreja que se tranca em quatro paredes e esquece de levar a palavra pro irmão que está padecendo ao seu lado. Tem o remédio, mas não o leva. Preocupa-se muito mais consigo mesmo e com briguinhas internas de poder e deixa quem realmente precisa de uma palavra, fenecer.


Quer dizer que a culpa é do demônio? Muitas pessoas pitam o “sete”, conscientes de que estão pintando o “sete”, e vem jogar a culpa no demônio, dizendo ser de ordem espiritual e não comportamental o seu problema. Acompanhe um caso típico dessa natureza.
 

You Might Also Like

2 comentários

  1. Álvaro,alvinho_psy@hotmail.com17 novembro, 2011

    Mto bom.
    Pois o maior problema dos nossos irmãos,hoje,é se deixar levar pela religião.Esquecendo que não foi isso que o Senhor Jesus veio nos trazer,e que de templos feitos pelo homem, não ficará pedra sobre pedra

    Abraço a todos

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Álvaro. Este é mesmo um grande problema: as pessoas tornam-se cegas e deixam-se manipular facilmente. Isso pode decorrer tanto devido à vulnerabilidade emocional em que ela se encontra no momento, quanto o histórico de reforço desse tipo de comportamento que ela apresentou ao longo da vida (por exemplo, sempre ao beber uma água de Jerusalém, sentir alívio na dor).
    Mas é o próprio Jesus que diz que ELE é o caminho. Todas essas outras coisas desviam a atenção e carregam consigo muitas vezes, poder por elas mesmas, desviando as pessoas do verdadeiro alvo, que é Jesus.

    ResponderExcluir

Flickr Images

Formulário de contato