Ótica Psicológica Religião

Comportamento: Demônios X Distúrbios Psicológicos

segunda-feira, maio 16, 2011Roberth Moura

      
       Como vocês devem saber eu sou estudante de psicologia e já estou no final do terceiro período. Lá, na Universidade, eu aprendo que a pessoa vive cheia de tensão, e que ela utiliza-se de mecanismos de defesa para eliminar essa tensão. A sublimação é a forma bem sucedida de defesa, pois a pessoa desvia essa energia para fins artísticos, culturais, intelectuais, etc. Também existem mecanismos de defesa considerados patogênicos. O fato é que a pessoa precisa de eliminar essa tensão: seria como a válvula da panela de pressão. Um escape temporário de todas as suas experiências estressantes durante certo período de tempo.



       Por outro lado eu também sou evangélico, desde criança, e na igreja aprendi que espíritos malignos assolam e massacram pessoas que dão brecha à ação do inimigo. Quando incitados, esses demônios podem manifestar, falando a que veio, e possivelmente serem expulsos do corpo da pessoa. Certa época houve na minha igreja uma senhorita que todo culto, quando chegava a hora da oração, amolecia o corpo e ficava estrebuchando no chão. Eu era pré-adolescente e ficava morrendo de medo, enviando preces a Deus pra libertá-la desse terrível mal.


       Bom, diante dos fatos fiquei entre a cruz e a espada. Quando uma pessoa comete um crime, como aquele ocorrido em >Realengo, no Rio de Janeiro, ou este do vídeo abaixo, qual opinião defender: Ela está sendo afligida por demônios ou sofre de distúrbios psicológicos? Fico entre a cruz e a espada.




       As pessoas da igreja garantem ser demônio, que ele precisa de reconciliação com Deus, abandonar práticas pecaminosas e buscar se libertar daquilo que o tirou da comunhão com Deus. Um acompanhamento espiritual (feito por um pastor, de preferência) nesse caso seria o ideal, até que ele fosse totalmente restaurado pelo poder de Deus. No entanto as pessoas da universidade – tanto professores quanto colegas – afirmam que é patente o distúrbio que o rapaz sofre e que o ideal nesse caso seria a internação numa clínica psiquiátrica, acompanhado por profissionais da área (psicólogos e psiquiatras), tomando a medicação indicada para o caso se necessário, e ser reabilitado, com algum tempo de terapia.



       Existem distúrbios psicológicos? É notório que sim, caso contrário não estaria no curso de psicologia. E demônios, existem ou não? Aí vai de cada pessoa. Desde criança fui condicionado a crer que eles existem, dessa maneira acredito sim que eles existem. Algumas pessoas afirmam que casos como estes não são nem uma coisa nem outra: acreditam que é apenas a manifestação maldade humana disseminada no coração das pessoas. Futuramente (quando tiver mais fundamentação teórica do meu curso) falarei mais sobre esse assunto, não dando ênfase nem pra um nem pra outro, mas apenas expondo os fatos e a minha opinião.

      
    



       Afinal, o que você acha: é reflexo da terrível ação dos demônios ou perturbadores distúrbios psicológicos?



Links relacionados


Sobrenatural: doenças raras, exorcismo, doenças bizarras e aberrações

Padres expulsam demônios

Sobrenatural: Fenômenos paranormais, ocultismo

You Might Also Like

48 comentários

  1. Eu acho que cada caso é um caso. Não se pode dizer que todos sejam demônios ou que todos sejam doenças da cabeça. Cada um é cada um e o importante é ter cuidado pra não errar no diagnóstico, pois Paulo ensina na bíblia a discernir os espíritos, e na universidade ensinam a discernir os transtornos. Quando um quer realizar o trabalho do outro aí vira meleca.

    Fique na Paz.

    ResponderExcluir
  2. É verdade, todavia essa bifurcação de teorias quando se trata de processps semelhantes me queima os neurônios. Terei que estudar muito dos dois pra não expulsar demônios de epilépticos e nem encaminhar ao psiquiatra (para ele enchê-la de remédios)pessoas atormentadas por espíritos malignos.

    ResponderExcluir
  3. Cara larga a psicologia e vira pastor é financeiramente melhor.

    ResponderExcluir
  4. Cara larga a psicologia e vira pastor é financeiramente melhor. [2]

    Fora que você pode morar na igreja sem pagar impostos, trabalha pouco, rouba quem você quiser e ainda faz parte de uma máfica que o governo protege.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. "Certa época houve na minha igreja uma senhorita que todo culto, quando chegava a hora da oração, amolecia o corpo e ficava estrebuchando no chão."


    Meu filho... Ela era paga pra isso porque o pastor queria convencer as pessoas de dar mais dinheiro.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Bom primeiro dizer que psicologia e religião não combinam em nada! Isto vindo de um estudante de psicologia também!

    Segundo com toda a tecnologia e conhecimento que temos hoje em dia, como pensando racionalmente, uma pessoa ainda acredita em anjos e demonios? COMO?

    Sinceramente como disseram antes de mim larga psicologia e vai virar pastor, pois você será um péssimo psicologo se realmente ve alguma linha entre transtornos psicologicos e religião! Caso continue então estude e muitooooooo para ver se consegue quebrar este taboo que você ostenta na sua mente chamado religião, pois ela também é simplesmente um mecanismo de defesa!
    E eu digo isto sem querer causar intriga, questione a sua religião céticamente, até faça contrastes com a psicologia, e quem sabe você sai do mecanismo de defesa e vive a sua vida legitimamente! Você pode viver sem religião e ser uma pessoa decente e integra!

    ResponderExcluir
  8. o cara quer se casar com uma menina de 13 anos. o que o massacre tem haver com isso?

    ResponderExcluir
  9. Não sei se serei um péssimo psicólogo, pois amo estudar o comportamento, o inconsciente, os sonhos, etc. É claro que ser pastor dá mais dinheiro, mas eu não tenho vocação pra isso.


    O caso é que eu acredito em duas coisas: acredito que demônios existam, e acredito nos transtornos psicológicos também.


    Crazy, o fato não é o cara casar com a menina de 13 anos, mas dizer que Deus mandou ele "persegui-la", assim como o autor do massacre também utiliza Deus pra justificar seu ato. Ou seja, ambos dizem que foram influenciados da mesma maneira.

    Abraços...

    ResponderExcluir
  10. Como Psicólogo fico muito preocupado com a grande quantidade de evangélicos alienados e esotéricos estudando psicologia, daqui a pouco a psicologia vai perder o posto de ciência e se tornar curandeirismo.
    Cara pela sua capacidade intelectual, vc tem potencial de se tornar um bom psicólogo, mas precisa urgente trabalhar questões internas, para se livrar de PRÉ - conceitos sem fundamentos científicos.
    Lembre-se psicologia é ciência.

    ResponderExcluir
  11. respondendo a um dos comentários ai, religião e psicologia combinam sim. É só não ser extremista em nenhum dos lados. Mentes abertas e evoluidas conseguem conciliar sem problema.

    Agora sobre o tópico. Sou católica e minha avó sofreu possessão demoniaca nos ultimos dias da vida dela. Claro que a principio achamos que era apenas uma depressão (até normal de acontecer) por meu tio estar nas drogas.
    Até que minha mãe ouviu uma palestra sobre exorcismo e percebeu que os sintomas eram semelhantes. Resolveu então levar pro padre (existem poucos padres exorcistas no mundo. Todos eles são autorizados pelo papa a serem exorcistas). Então, esse padre ele não sai exorcisando qualquer um, primeiro ele faz varios testes para saber se é apenas uma doença psicológica ou se realmente é um demonio. E são testes que vem a reação do corpo a objetos abençoados que ele esconde pela sala e com conversa. Varias vezes ele apenas fala pra familia levar o paciente para uma clinica, pois o problema dele não é de espirito.

    Eu não acredito em todos aqueles exorcismos feitos pela igreja evangélica, pois são rapidos e sem nenhum teste antes.
    Mas o da igreja católica é mais burocratico, precisando de autorização do vaticano para a performace de um exorcismo, que é sempre feito em sala fechada, deixando tanto paciente quanto padre exaustos.


    ps: Para quem quer saber como dava pra saber que minha avó estava possuida. Além das partes em conversa tinha as fisicas, nós tocavamos nela e ela parecia viscosa e gelada apesar de estar normal (quando perguntamos pro padre ele falou que era um dos sinais de possesão), durante a sessão de teste minha tia via uma gota de suor unica que começava no meio de um cacho de cabelo e não parava de gotejar, apesar de não encostar no rosto e da metade pra cima estar seca. No bilhete de despedida a letra estava bonita, redondinha e falava no plural....minha avó sempre teve uma letra que era pior que médico misturado com criança de 4 anos. Ela tinha medo até de ficar numa banheira cheia de agua, sentia-se sufocada....mas se jogou num alagado 3 vezes até que na ultima conseguiu morrer.

    Acredita quem quiser, claro que ateus vão achar explicações aqui apesar de eu ter sido sucinta. Mas esse tipo de coisa a gente consegue até sentir quando está por perto. Não sabe explicar, mas sente.

    ResponderExcluir
  12. Demônios?! Não existe isso, o que é existe é esquizofrenia, e tem gente que tem das grandes.

    ResponderExcluir
  13. Ótima abordagem do tema que, a meu ver, é dilema na cabeça de mtos cristãos

    ResponderExcluir
  14. Se continuar assim, vai se formar logicamente, com todo esse dilema infundado entre religião e Psicologia, mas, no entanto será um pessímo profissional, e conseqüentemente sofrerá com as infrações do código de ética do Psicólogo, pois talvez não saiba controlar as suas ações subjetivas em relação ao outro. Ciência é Ciência. Religião é Religião. Acorda garoto.

    ResponderExcluir
  15. Que nada, o cara pode ser um psicologo e ser um evangelico sim, quantos psicologos são catolicos? Adoradores de estatuetas, e sabem que no fundo não fazem nada. São idolatras incoscientemente, existem universidades católicas que tem curso de psicologia. A religião pode sim ser conciliada com a ciencia, cabe ao psicologo saber distinguir pelo bom senso, nos hospitais esta cheio de "loucos" que os tratamentos psiquiatricos e psicologicos não ajudam, então vai abandonar essas pessoas? Claro que não, ai é onde entra a atuação da fé em Jesus, quando a ciencia não pode fazer mais nada. A Nossa ciencia é limitada, não se sabe oq acontece quando morremos, muito menos, sobre o interior do nosso planeta, tudo que se sabe é sobre dados sísmicos, que é um metodo indireto, atarvaes das ondas sísmicas, ai surge as especulações e nunca o homem sabera tudo de fato. Demonios existem sim, e o seu maior proposito é fazer com que as pessoas nao acreditem neles, pois assim é mais facil de eles destruirem-nas.

    ResponderExcluir
  16. Agora meu amigo psicologo, acho que vc não deve sair por ai, feito vc fez aqui, clamando sua crença, pois a pessoas vao criticar, ninguem assume que tem fé em imagens de santos de barro, que nao faem nada e pelo conbtrario são maldições abominaveis por Deus. Ja estou cansado de ver medicos espiritas e idolatras, e são bons medicos. Continue na sua fé e no que vc acredita, pois nosso adversario invisivel, é inteligente e velho, desde a fundação do mundo, ele sempre vai atuar atraves dessas pessoas 'cultas" para confundir os eleitos.

    ResponderExcluir
  17. O negócio é estudar demonologia junto com psicologia para saber separar.

    Os sinais de possessão demoniacas não são apenas ações, falas malignas, má sorte etc. Tem femonenos fisicos acontecendo em volta do possuido que alguém com estudo sobre demonios consegue distinguir com facilidade.
    O segredo para conseguir conciliar é primeiramente estudar os dois assuntos e por segundo não tentar ver demonios em tudo.Dar prioridade as explicações que a faculdade ensina para depois que tudo falhar começar a trabalhar com a outra possibilidade.

    ResponderExcluir
  18. acredito sim, obviamente que um sujeito possa ser psicólogo e religioso, mas não acredito que as coisas se misturem, tem que saber ligar e desligar as chaves do negocio, que no caso desse garoto, só vejo pérolas nesse blog. ele é a pacas eloqüente, mas, influenciado pela religião, alienado coitado. Espero que com o potencial criativo e intelectual que ele tem, possa ver as coisas de forma a qual sair dessa bolha o quanto antes.

    ResponderExcluir
  19. Por isso que acho psicologia uma farsa. Só observar o depoimento dos "profissionais"e observar como são os donos da verdade. Conheço gente que faz "tratamento"a vida todo e continua mal.
    Ganham dinheiro enganando como os pastores que criticam.

    ResponderExcluir
  20. quanta gente burra comenta aqui, olha só aí em cima, "Psicologia uma farsa" haushasuh... êê Sociedade alienada, mas, para um blog dessa estirpe não é para menos. Por isso que a classe é descriminada, com psicólogos em formação como esse daqui do blog.

    ResponderExcluir
  21. Também já fui aficcionado por psicologia, também tive berço evangélico, também tive essas mesmas dúvidas, mas agora estou plenamente convencido de que não existem nem anjos, nem demônios, portanto, só existe a natureza, as patologias, as culturas. Não existe nada divino nisso tudo.

    ResponderExcluir
  22. Sobre a questão de existirem ou não demônios é fato. Não existem.

    Um estudante de psicologia acreditar na existência de demônios me assusta, e muito, pois me parece que está no curso errado.
    Já se perguntou porque que o diabo não entra no corpo de judeus? Eu nunca vi um ser exorcizado. Qual a explicação para isso? O capeta não gosta de judeus?

    Religião de um modo geral (não estou me referindo apenas aos evangélicos e sim a todas as religiões) são apenas formas que a pessoas encontram para justificar a vida e a morte e o que acontece entre esses dois momentos, só. Nunca conseguiram provar nada, por isso vivem brigando com a ciência que prova tudo o que fala.

    Você realmente acha que viemos de adão e eva? Já encontraram algum vestígio disso na terra?

    Existem provas de que a Bíblia não seja apenas um livro de ficção?

    Eu não quero ser agressivo, e entendo que quando as pessoas falam coisas que vão contra o que acreditamos nossa vida toda dói. Mas pense bem, se dói é porque incomoda de alguma forma e se incomoda significa que existem questões em aberto referente a fé que a pessoa tem naquilo.

    Sempre que questiono as pessoas sobre isso, elas nunca tem respostas, encerram o assunto e voltam pro seu mundinho encantado.

    ResponderExcluir
  23. O negócio é estudar demonologia junto com psicologia para saber separar.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Na minha faculdade estudo demonologia com o padre Constantine e faço estágio com o padre Quevedo.
    Mas as melhores aulas são de economia com o pastor R.R. Soares.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Kalhysha vc é muito engraçada.

    ResponderExcluir
  24. Ué anonimo. Prefere a ignorancia só porque não acredita? Prefere não estudar a cultura dos povos porque não acredita no que eles acreditam? Até onde eu saiba os ateus são os que mais estudam religião. Ao menos os inteligentes e não os ateusinhos revoltados de quarto que são obrigados pelos pais a irem na igreja.

    Ficar zombando da fé das pessoas é tão patético quanto ficar obrigando os outros a terem sua religião '-'...é estar forçando seus conceitos nos outros, exatamente como o esteriótipo de evangélico faz.

    Para quem acredita, o melhor mesmo é estudar ao invez de ficar apenas num conceito raso.

    Um psicólogo não é obrigado a ser ateu apenas porque vai estudar a mente humana. E um psicólogo religioso que acredita em possessão demoniaca, ou, como no caso do nosso blogueiro aqui, está em duvidas quando ao que cre, o melhor mesmo é estudar para depois tirar conclusões.

    Exatamente como os ateus inteligente fazem. Antes de se declararem ateua, eles estudam a fundo a religião pra dai sim tomar uma decisão.

    Mas tem gente que prefere ficar na ignorancia mesmo. Se agarra numas frases prontas da internet e não estuda mais nada, fecha os olhos para outros conhecimentos. Além de não saber separar que estudar não quer dizer crer.

    ResponderExcluir
  25. Nan disse que não se exorcisa judeu, como é que vc sabe? Vc ja morou em jerusalem? Na biblia esta cheio de relatos de judeus endemoninhado, ningeum pode afirmar que demonio naõ existe, feito fizeram ai em cima, me provem entao que demonios nao existem. Pq vcs que acham que demonios nao existem nao come a propria mãe, por ética? pq vc nao fazem sexo com o proprio pai? Pq matar é errado? Pq da ética? Quem inventou esta ética tao importante para dirigir um povo ou o mundo?

    ResponderExcluir
  26. ESSAS PESSOAS QUE ACHAM QUE PSICOLOGIA E RELIGIÃO NAÕ PODE SER CONCILIADA, FODAM-SE, VC DEVIAM ENTÃO CAÇAR TODOS OS MEDICOS DO BRASIL QUE TEM ALGUMA RELIGIÃO. nUNCA VI TANTA IGNORANCIA, ACHAR QUE A PESSOA VOLTADA PARA CIENCIA, DEVA ESQUECER DA RELIGIÃO. COITADO DE ISAAC NEWTON, QUE ERA RELIGIOSO, NÃO SEI COMO ELE CONSEGUIO PERCEBER A LEI DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL SE ELE ACREDITAVA EM DEUS, MUIO MENOS DESENVOLVER CALCULOS COMPLEXOS COMO AS INTEGRAIS.MAS UMA VEZ, VCS SEUS FUDIDOS QUE SE ACHAM ESPERTOS , SÃO OS MAIS BURROS

    ResponderExcluir
  27. A PROPOSITO,SOU CIENTISTA E POSSUO DOUTORADO NA UNIVERSIDADE DE CAMBRIGE E SOU RELIGIOSO,VENHAM RASGAR MEU TITULO SEUS PLATELMINTOS.VAO ESTUDAR E PARAR DE DEFENDER SUAS IDEIAS INCOERENTES.

    ResponderExcluir
  28. É claro que dá sim pra ser cientista e religioso. E pra provar que dá é que eu vou estudar muito tantos os aspectos de demônios quanto os aspectos de distúrbios psicológicos. Eu quero e vou ajudar as pessoas que sofrem tanto de um quanto de outro. Não sou alienado com religião, muito menos com a ciência. Tenho consciência de tudo que penso e vou seguir os meus ideais. Nunca ciência e religião estarão tão juntas.

    ResponderExcluir
  29. E a propósito Adriano, obrigado pela dica. Pude perceber por esta postagem a "cristianismofobia" existente nas mentes fechadas das pessoas. Como folosofa Platão, elas precisam sair da caverna, e ser mais tolerantes, não querendo dar como única e absoluta a sua verdade, pois certamente ela não é, não passa de uma opinião apenas, como por exemplo a nossa amiga dizendo que "é fato que demônios não existem". Cada um com sua crença...

    ResponderExcluir
  30. Ciência não é crença, é a descoberta da verdade através de um método sistemático de estudo, pesquisa e raciocínio lógico.
    Apesar de a psicologia trabalhar com teorias, ela ainda é uma ciência.

    ResponderExcluir
  31. pq você mesmo não rasga seu fantástico titulo de cientista? Bom contando a quantidade de asneiras que o Sr. Cientista de Caaaambridge fala por aqui, fica meio complicado de acreditar... você sabe o que é moral x ética? acho que não.

    ResponderExcluir
  32. É engraçado, falam tanto de preconceitos,e é claro como água o desprezo pelas religiões, que é um gosto particular como torcer por um time, escolher um partido politico, ser gay ou hetero.Acho que as pessoas tem que prestar mais atenção ao que foi apresentado e não aproveitar uma oportunidade para apedrejar as pessoas," senhores teto de aço."

    ResponderExcluir
  33. "A ciencia tem os fatos sem nunca ter a certeza.
    A Fé tem a certeza sem ter os fatos."

    A ciencia pode mudar a qualquer momento. Basta alguém provar algo que achavamos que era errado. Atomos eram indivisiveis até aparecer alguém e provar que não. A terra era plana até provarem que era redonda. Placas tectonicas nem existiam. Suor era a doença saindo do corpo.
    A qualquer momento tudo que sabemos da ciencia pode virar lixo, todos os diplomas, tudo. Basta um cientista comprovar algo que desmente os conceitos existentes.

    Alguém realmente fiel a ciencia sabe que ela é instavel, e nunca, JAMAIS tem certeza apesar dos fatos. Pois essa é a essência da ciencia. Ela busca a verdade sem jamais ter certeza de que a descobriu.

    ResponderExcluir
  34. A Ciência quando bem utilizada é que nos dá verdadeiras soluções. Eu nunca soube que orações materializassem computadores, celulares, medicamentos. Só o estudo aprofundado, as experiências científicas, as inúmeras tentativas e erros produziram um mundo melhor, não um bando de fanáticos que acreditam num ser mágico que de tanto nos amar nos condena eternamente ao fogo do inferno. Prefiro acreditar em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa. Estes são mais inofensivos.

    ResponderExcluir
  35. Não sou fanático e nem acredito num ser mágico. Deus é verdadeiro, realmente nos ama, mas não nos condena ao fogo do inferno. Na verdade, nós mesmo é que nos condenamos com nossas palavras e nossas atitudes, tais como esta acima. Reflita bem antes de ferir a fé de outras pessoas.

    ResponderExcluir
  36. Retiro o q disse sobre vc largar a psicologia e virar pastor, pois com tamanha alienação que o faz dar ouvidos ao Sr. Cambrige (alias é Cambridge), realmente vc só serve mesmo para ovelha.

    ResponderExcluir
  37. Volto a dizer que não sou alienado. Você poderia ler meu post que fala sobre a existência de Deus:

    http://estereotipodaperfeicao.blogspot.com/2011/04/existencia-de-deus-capitulo-1.html

    Eu não tenho vocação para ser pastor (pelo menos não por enquanto). Serei sim um ótimo psicólogo, farei mestrado, doutorado e pós-doutorado e isso só irá fortalecer a minha fé, pois quanto mais eu conheço detalhes do homem, mas eu vejo a grandiosidade de Deus na sua criação.

    ResponderExcluir
  38. Fará tudo isso se o CRP não cassar o seu registro por utilizar técnicas não reconhecidas pela profissão.
    Estou até vendo a matéria no jornal do CRP “Psicólogo teve registro cassado por utilizar de exorcismos com seus clientes esquizofrênicos”.
    Espero q ética e psicodiagnóstico estejam na grade curricular do seu curso.
    Um abraço, psicotor ou será pastólogo.

    ResponderExcluir
  39. Eu nã vou utilizar técnicas psicológicas na igreja, nem técnicas exorcistas no consultório. Tenha dó...

    É claro que a ética e o psicodiagnóstico estão na grade do meu curso.

    Abraços, Anônimo.

    (da próxima vez coloque um nome, nem que seja fictício, pra saber com qual "anônimo" eu estou falando)

    ResponderExcluir
  40. Pode me chamar de BECK

    ResponderExcluir
  41. Não de ouvidos ao Beck.
    Generalizações são o símbolo do gado. Seja gado alienado pela religião ou pelo ateísmo.

    É tão simples um psicólogo que acredita que o paciente está possuído orientar a familia a procurar um exorcista ....ou outro profissional.

    Você estará no consultório para avaliar, não exorcizar.
    Sr. Beck é revoltadinho e preconceituoso com religiosos. Opinião de preconceituosos não é válida.

    ResponderExcluir
  42. É verdade. E o que é muito melhor: não vou submeter a remédios e exames tortuosos pessoas que apresentarem características minunciosamente analisadas de pessessão demoníaca. O bom é ter a mente aberta para todas as possibilidades e não me fechar apenas na ciência antirreligiosa.

    ResponderExcluir
  43. Já entendi Kalhysha vc quer convencer o menino (o que realmente não é difícil, é só dizer o q ele quer ouvir e acreditar) a trabalhar junto com vc, ele encaminha como psicólogo o esquizofrênico pra vc e vc que é estudada em demonologia (kkkkk, não consigo segurar o riso) vai fazer o exorcismo, e depois vcs racham a grana, é uma boa ideia, mas o Artº 2 letra L do código de ética do psicólogo proíbe isso.
    O Problema não é ele ser evangélico e sim ele confundir e misturar as coisas, razão e fé podem conviver, mas não se misturar.
    Vc Odacyr só ouve o q convêm aos seus conceitos vindos de sua educação religiosa (será q vc pensaria igual se tivesse nascido em um país Muçulmano?), espero que vc também de ouvidos aos seus professores de ética e psicodiagnóstico.
    Cara dá uma lida no código de ética da sua futura profissão principalmente o Artº 1 letra c, Artº 2 letra b, f , l entre outros.
    Se a parceria de vcs não der certo vc Kalhysha pode utilizar seu vasto conhecimento para trabalhar no Programa Legendários, entrevistando entidades mágicas e demoníacas, quem sabe assim este programa fica mais engraçado.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  44. Eu ainda não cheguei na ética (estou no 3º período ainda), mas até lá muita água vai rolar e muita coisa vai mudar na minha cabeça. Não se preocupe, pois atenderei os meus pacientes da melhor forma possível.

    Abraços Beck...

    ResponderExcluir
  45. Bom eu vou começar ainda o meu curso em 2013 de pasicologia, sou ainda leigo, e sou também cristão. Realmente eu acredito sim que haja problemas mentais e problemas espirituais, mas em muitos casos não é nem um e nem outro, há pessoas que querem aparecer e simulam uma possessão maligna rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  46. todos nos temos um espirito que tem que ser alimentado e a unica maneira é se ligar com o criador,pois o mesmo enfraquecido fica a açao de demonios.Os demonios existem sim,ja tive varias experiencias com eles pois tentam nos dominar para praticar seus atos obsessivos.Como um cientista voce tera que dominar outras culturas e religioes mas sempre permanecer com sua formaçao (evangelica) sem infruenciar outra pessoas,pois diversidade é a marca do ser humano.

    ResponderExcluir
  47. É claro que são distúrbios psíquicos. Antigamente diziam que os epilépticos eram endemoninhados, mais antigo ainda, toda doença interna que não se conhecia a patologia, como as doenças mentais como exemplo, a chamavam de demons, daí a palavra demônio. Na realidade Se o demônio existisse, ele seria o testador, a polícia e o poder judiciário de Deus, pois testa os servos de Deus com todas as tentações, e se este falhar ele os pune com um monte de tortura e eterna, logo ele não seria um mal e sim um bem para segurar nas rédeas o rebanho de Deus que aguentou, foi um bom menino e por isso merece um bombonsinho e ir para o céu. Não vê que isso é incoerente, ilógico, sem sentido, irracional, etc... O demônio foi um personagem inventado pela igreja para dominação de massas, para deixá-las dóceis e controladas. Pense nisso, raciocine em cima disso, aplique a lógica racional.

    ResponderExcluir
  48. Caro amigo, sou evangélico a 25 anos e sempre acreditei que eram demônios, mas estudando a fundo a palavra de Deus, descobri que nem diabo existe imagina então se os demônios existirão, infelizmente a muitas traduções que chegaram até nós com diversos erros e muitos charlatães aproveita essa ocasião para ter ibope e ganhar dinheiro

    ResponderExcluir

Flickr Images

Formulário de contato